Astronauta vem í  cidade em campanha e faz visita í  Fatec

269
Publicidade
Siltec





David Bonis

Astronauta e professores da Fatec, após conversa na instituição

 

Primeiro astronauta brasileiro, Marcos Pontes visitou Tatuí na terça-feira, 23. Candidato a deputado federal, ele chegou ao município por volta das 13h30 e permaneceu até às 17h.

Na cidade, ele almoçou com Leandro Magrão, candidato a deputado estadual pelo mesmo partido, o PSB, e depois visitou a Praça da Matriz e a Fatec (Faculdade de Tecnologia) “Professor Wilson Roberto Ribeiro de Camargo”, onde reunir-se com professores.

Publicidade
Siltec

Em conversa com a reportagem de O Progresso, ele disse que, em campanha, tem visitado diversos municípios do Estado para “ouvir as pessoas, receber sugestões e conhecer os problemas locais”.

“Gosto de trabalhar com as Fatecs. Uma das coisas que falamos aqui (na reunião com os professores) foi sobre a visão prática das Fatecs em utilizar o ensino, utilizar a educação, para problemas do dia a dia, para fazer aproximação com a sociedade, que é importante e funciona como ferramenta de inclusão também”.

O astronauta acrescentou sobre o objetivo antigo de ver uma universidade pública construída no interior do Estado de São Paulo, voltada à pesquisa aeroespacial e ao desenvolvimento da aviação.

“Eu penso que uma Fatec poderia ser uma solução interessante para isso. Seria uma Fatec pioneira, porque não existe nenhuma instituição pública no Brasil que forme pilotos civis. E seria uma opção excelente”, comentou.

Parte da diretoria e dos professores da Fatec tinha a preocupação de que a passagem do astronauta pela unidade ganhasse viés político. O que não aconteceu, segundo o vice-diretor da entidade, o professor-doutor Anderson Luiz de Souza, e o coordenador do curso de produção fonográfica, Luís Antonio Galhego Fernandes. Ambos estiveram na reunião com o astronauta.

“Ele veio ouvir as necessidades do ponto de vista de desenvolvimento tecnológico, do desenvolvimento científico. Como agente nessa área, ele nos procurou para entender como funciona isso por aqui. Então, eu achei interessante porque, normalmente, o candidato vem para falar e não para ouvir”, concluiu Galhego Fernandes.

“A Fatec tem um papel para a Educação, e nós somos apartidários. Portanto, estamos à disposição, como instituição pública, para a visita de qualquer pessoa”, acrescentou.

“A visita dele, pela história dele, é importante. Também é importante, para nós, falarmos dos trabalhos que a Fatec faz. A gente precisa de pessoas, agentes, para dar força, legitimidade para o que fazemos. Então, quanto mais gente ouvir falar dos nossos trabalhos e puder dar apoio, para nós, é importante”, argumentou o vice-diretor.

A instituição realiza simpósio de ciência e tecnologia na semana que vem, aberto ao público mediante a inscrição no site da entidade (www.fatectatui.edu.br). Já no dia 2 de outubro, a unidade fará o evento “Fatec Aberta”, dia em que moradores podem ir conhecer a unidade.


Publicidade
Siltec