Artistas tatuianos criam obras com a ‘cara’ da cidade para nova marca

Cenógrafo Jaime Pinheiro assina novos produtos e logomarca da empresa

2795
Logomarca da nova empresa criada pelo artista plástico Jaime Pinheiro
Publicidade

Com foco no mercado turístico e objetivo de valorizar as tradições e a cultura tatuiana, por meio de produtos exclusivos, a AMR – Empresa de Comunicação apresentou, na Feira do Doce, as primeiras peças produzidas por seu setor de brindes e presentes, a “Cidade Ternura Suvenires”.

A marca, que nasceu neste ano, teve os suvenires expostos e para comercialização na Banca da Matriz e no estande da loja Rey Rou. Já entre estes dias 18 e 21, são encontrados no Aeroclube de Tatuí, onde acontece o 7º Campeonato Nacional de Acrobacia Aérea.

A produção de suvenires é uma extensão de um trabalho já realizado desde 2016, quando teve início a edição do Guia Turístico e Gastronômico “Tatuí Cidade Ternura”, o qual, a partir de 2019, passou a ser publicado pela AMR, agora em parceria com o jornal O Progresso.

A iniciativa, pioneira na cidade, tem como diferencial a estampa dos produtos. Canecas, chaveiros e camisetas, inicialmente, são algumas das opções a apresentarem criações exclusivas de artistas plásticos tatuianos.

A obra que estampa o primeiro lote de produtos – e também o logotipo da nova marca –, assinada pelo artista plástico, cenógrafo e professor Jaime Pinheiro, é inspirada, naturalmente, na maior tradição cultural do munícipio: a música.

Publicidade

Pinheiro iniciou trabalhos cenográficos em 1979, paralelamente às atividades na área de artes gráficas e como designer. Em 1997, instalou a oficina de cenografia do Conservatório de Tatuí, instituição na qual atua como cenógrafo.

Entre seus principais cenários, estão os dos programas “Prelúdio”, “Prêmio Carlos Gomes” e “Sinfonia Fina”, da TV Cultura. Também desenvolveu trabalhos para o Festival de Inverno de Campos do Jordão e para o Festival de MPB de Tatuí.

Realizou a cenografia dos espetáculos “Morte e Vida Severina”, “O Pequeno Príncipe”, entre outros. Dedica-se ao teatro de animação, à preservação da cultura popular e do folclore caipira, tendo sido coordenador de várias edições do Torneio Estadual de Cururu – evento para o qual também desenvolve cenário.

Pinheiro explica que, ao atender ao pedido para a criação de um material relacionado às características da cidade, iniciou um processo de criação que resultou na junção do tatu com a música – representada por meio de um piano – e um coração, que representa “a paixão da cidade por essa manifestação cultural”, além de ainda remeter ao título de Cidade Ternura.

“Estava assistindo a um concerto no Conservatório quando veio essa ideia. Fiz um tatuzinho – que eu gosto de desenhar – e vi que encaixava bem ali no instrumento. Aí, fiz um rascunho”, contou o artista.

Já o coração, conforme o autor, é inspirado em um dos mais famosos logotipos do mundo, composto por um coração e escrito na fonte American Typewriter, o “I LOVE NY”. O logo foi criado nos anos 70, pelo designer Milton Glaser, para uma campanha de marketing, cujo mote era alavancar o turismo e os negócios na maior cidade norte-americana.

“Essa história do coração já vem de longe: Nova Iorque foi uma das primeiras que usou a forma geométrica para fins comerciais e é um símbolo que representa a paixão”, lembrou artista.

“O tatuzinho é uma figura simpática, símbolo da cidade, e o piano mostra a música, que é o nosso maior bem cultural. Acho que a obra juntou o útil com o agradável”, acentuou Pinheiro.

A estampa do artista ainda traz uma releitura do famoso “tatuzinho” criado por ele. A figura do animal que originou o nome de Tatuí já foi usada em logomarcas da cidade, cartazes e outros materiais de divulgação. A variação fica por conta da proporção, postura e acabamento.

Pinheiro destaca que usar obras de artistas tatuianos em objetos que podem ser levados como uma lembrança da cidade traz visibilidade e é uma forma de valorização do trabalho dele e de outros artistas.

Para Pinheiro, a partir da iniciativa, os artistas devem ganhar um pouco mais de espaço para mostrarem suas obras. “Nós temos muitas pessoas aqui com trabalhos significativos, então, acho que essa ação é muito legal para que todos possam ser cada vez mais conhecidos”, observou.

Pinheiro ainda aponta que todas as cidades que se propõem a buscar visibilidade no turismo devem valorizar todas as formas de arte, lembrando que as manifestações artísticas e culturais também são fontes de turismo.

“Não existe turismo sem cultura, estão juntos. Então, é uma coisa que tem que ser levantada e valorizada mesmo. Fico muito feliz com essa iniciativa que vai dar mais visibilidade aos artistas locais, além de ser a forma mais limpa, segura e lucrativa que existe de turismo”, argumentou o artista.

Pinheiro reitera a importância da valorização dos artistas, relacionando o nome deles com as obras, e lembra que as estampas criadas para os produtos da AMR serão todas assinadas.

“Essa é a melhor forma de divulgar o trabalho do artista e a visibilidade é o primeiro passo para que ele possa sobreviver desta profissão tão difícil. Por isso, a ideia da empresa é muito interessante, pois a pessoa vai adquirir um produto artesanal com uma obra de arte que é um produto único do artista”, destacou Pinheiro.

Entre outros artistas plásticos convidados a participar do projeto, está o publicitário e fotógrafo Binho Vieira, que assinará as próximas criações.

O artista plástico tem mais de 20 anos de experiência na área de mercado de saúde suplementar, publicidade, responsabilidade socioambiental, design, marketing, gestão de marca, eventos, fotografia e comunicação empresarial.

Formado em publicidade e propaganda pela Universidade Metodista de Piracicaba e em desenho artístico pela Proart, em Sorocaba, é reconhecido nacionalmente com a conquista de mais de 20 estatuetas no Prêmio Nacional “Alberto Urquiza” de Comunicação e Marketing, nas categorias ações promocionais, memória empresarial e impressos.

Entre outras tantas distinções, Binho Vieira foi premiado com o projeto de design de ambientação do Hospital Unimed Tatuí, com a temática “Capital da Música”, algo inovador até então no país.

Os suvenires tatuianos também podem ser solicitados pelos telefones (15) 3251-7528 e 99775-4333 (WhatsApp), ou na Banca Matriz.

Publicidade