Aos 14 anos de idade, Nicole Piano vence o segundo rali na temporada

1ª colocada na ‘UTV Start’, ela ficou na 18ª posição da classificação geral

216
Nicole levantou poeira para vencer prova realizada em Pardinho (Foto: FJS Fotos)
Publicidade
Da redação

Com trechos sinuosos em meio a plantações de eucaliptos, curvas fechadas, piso arenoso, trechos de cascalho e muitas lombas, o Rally Serra Azul, prova do Campeonato Brasileiro de Rally Baja, envolveu UTVs, motos e quadriciclos durante o final de semana, em Pardinho.

Competidora mais jovem do grid, a piloto Nicole Piano, de 14 anos, teve aproveitamento, conforme a assessoria de comunicação dela, “satisfatório” em quatro especiais (trechos cronometrados), com a ajuda do navegador Manuel Ruivo.

A dupla da Território Motorsport, equipe tatuiana de rali, venceu na categoria “UTV Start” e, ainda, finalizou em 18º entre 43 UTVs inscritos na prova.

Pilotando um UTV modelo Maverick X3 TM, Nicole completou o quarto rali de rodada dupla, comemorando mais uma vitória na categoria destinada a pilotos menores de idade (eles têm de estar acompanhados por um navegador habilitado).

“Estou muito feliz com a segunda vitória. Achei a prova muito difícil, cansativa, com muitas curvas e lombas. Porém, sempre vale a pena e, agora, quero ir atrás de outras vitórias”, comemorou a jovem piloto.

Publicidade

Ela foi incentivada e acompanhada pelo pai, o “multicampeão” dos ralis Edu Piano, que, desta vez, não competiu. “Ver a felicidade de um filho e poder possibilitar isso a ele é, na verdade, a minha felicidade também. Saber que Nicole está cada vez mais envolvida com o esporte que escolhi, há quase 30 anos, não tem preço”, declarou o pai.

Nicole estreou nos ralis há um ano, quando ganhou de Piano a inscrição para participar de uma prova do Campeonato Brasileiro de Rally Baja, como presente de Dia das Crianças. Na oportunidade, o pai deixou de competir em favor da filha. Em julho, a dupla Nicole e Ruivo venceu o “Rally Cuesta Off-Road”, na mesma categoria.

O navegador conheceu Piano na década de 1990, durante trilhas de jipe na Serra da Cantareira, em São Paulo. Posteriormente, Ruivo foi o navegador no primeiro rali de Nathan Domingues, filho mais velho de Piano (na época, com 16 anos), em 2018. “É muito bacana Piano ter confiado em mim para andar com filhos dele”, admitiu.

Engenheiro mecânico da Território Motorsport há alguns anos, Ruivo ainda destaca a importância das mulheres no grid. “O melhor de tudo é ver a categoria Start trazendo novos talentos para o futuro do rali brasileiro e, pelo fato de ser mulher, Nicole ainda mostra que é um esporte para todos”, completou Ruivo.

Publicidade