Andressa Luz será a primeira musicista formada em eufônio

311
Publicidade

 

A aluna Andressa Luz será a primeira mulher a se formar no curso de eufônio no Conservatório de Tatuí. A instrumentista fará seu recital de formatura neste sábado, 5, a partir das 19h. A apresentação tem entrada franca e acontecerá no salão “Villa Lobos”, na rua São Bento, 415, no centro.

Em 62 anos de fundação da instituição, esta é a primeira vez que uma mulher forma-se em eufônio pelo Conservatório de Tatuí. O recital, orientado pelo professor Marco Antonio Almeida Jr. e coordenado pelo professor João José Xavier da Silva, terá a participação do pianista Juliano Kerber, do saxofonista Pablo Hugo e do percussionista Washington Oliveira.

No repertório, constam obras de: Philip Sparke (“Euphonium Concerto”), Vlademir Cosma (“Euphonium Concerto”), Astor Piazzola (“Café 1930”) e Fernando Deddos (“Sopro do Minuano” e “Modinha para 2 Eufônios e Piano”).

Andressa Luz iniciou os estudos musicais aos 10 anos de idade na banda marcial de Salto de Pirapora sob a orientação de Wanderson Mariano. Aos 16, ingressou no Conservatório de Música da cidade de Piedade, onde frequentou aulas de instrumento, prática de conjunto e teoria musical.

Publicidade

Em 2011, ingressou no Conservatório de Tatuí, onde atualmente é aluna da classe de eufônio, em nível avançado. Foi orientada de 2011 ao primeiro trimestre de 2015 pelo professor Vagner Santos, de eufônio.

A partir daí, passou a ter orientação com o professor Marco Antônio de Almeida Junior, de eufônio. Participou de diversos importantes festivais de música como o 5o Festival Internacional de Metais, em 2014, o 5o Festival Sesc (Serviço Social do Comércio) de Música em Pelotas, em 2015, Coreto Paulista, em 2014, Máster Class com Albert Savino Khattar, e o 3o e 4o Seminários de Regência, com Dario Sotelo e Matthew George.

No ano de 2014, atuou como solista frente ao Conjunto de Metais do Conservatório de Tatuí, sob a orientação e regência de Edmilson Baia de Oliveira. No ano seguinte, foi vencedora do Prêmio Incentivo à Música de Câmara do Conservatório de Tatuí, nível intermediário, com o Duo Eufôniando.

E, ainda em 2015, tornou-se vencedora do concurso interno “Jovens Solistas da Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí” tendo a oportunidade de solar a peça “Fantasy”, de Philip Sparke, sob a regência de Dario Sotelo, grupo do qual atualmente é aluna bolsista.

Integra também o grupo de câmara “Junção Low”, sob a orientação de Luciano Vaz. Atualmente, é a professora responsável pela classe de Eufônio na Banda Marcial da cidade de Iperó e também coordenadora da área de metais na banda Sesi/Senai (Serviço Social da Indústria/Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) da cidade de Sorocaba.

 

Publicidade