‘Amigos do Lar’ será lançado para cobrir débitos vicentinos

264
Publicidade





O Lar São Vicente de Paulo deve lançar, nos próximos meses, o projeto “Amigos do Lar”. A campanha visa aumentar a arrecadação de donativos de empresas e pessoas jurídicas e estancar o déficit mensal da entidade, que beira os R$ 25 mil.

De acordo com o presidente do Lar, Ivan Rezende, a iniciativa já conta com a adesão de duas empresas. O valor doado por elas não foi revelado, entretanto, uma delas contribui com metade dos gastos de alimentação dos 85 assistidos.

“Temos duas empresas que nos abraçaram e estão ajudando com a redução do déficit. Com a campanha, todos poderão ajudar o Lar, seja com material de limpeza, com alimentação, fraldas e produtos hospitalares”, apontou.

As empresas poderão doar de forma avulsa ou, então, “adotar” custos mensais, como compra de alimentos, aquisição de fraldas, faturas de energia elétrica e telefonia. Segundo Rezende, os gastos com fraldas geriátricas e energia consomem R$ 7.000 e R$ 6.000, respectivamente.

Publicidade

“Nós temos uma listagem de tudo que é receita e despesa mensal. Há uma série de gastos mensais de itens necessários ao bom atendimento aos assistidos. Gostaríamos que mais empresas colaborassem com a entidade pagando por essas compras”.

De acordo com o presidente, a folha de pagamento de funcionários é um dos itens que mais pesa no orçamento. A instituição tem 53 funcionários, entre cuidadores, técnicos de enfermagem, enfermeiros, auxiliares de serviços gerais, nutricionistas e cozinheiros. Membros dos conselhos e da direção executiva são voluntários.

“Cada conselho de classe tem normas específicas. Por exemplo: o Conselho de Enfermagem exige determinado número de enfermeiros por atendidos, o Conselho Regional de Farmácia pede adequações, e por aí vai”, explicou.

A Festa da Caridade, que entrará na 88ª edição neste ano, o bazar e a Noite da Pizza ajudam na cobertura do déficit mensal. Entretanto, não são suficientes, o que faz a direção do asilo procurar por novas formas de renda.

“Qualquer tipo de doação é bem-vinda, desde roupas, calçados e móveis que não são utilizados em casa podem ser doados para o Lar. Se não usarmos com os internos, podemos vendê-los no nosso bazar”, ressaltou.

Para fazer doações, empresas e pessoas interessadas podem entrar em contato pelo telefone (15) 3251-4286. “Estamos de portas abertas para apresentarmos as nossas necessidades e recebermos qualquer tipo de contribuição”, finalizou.


Publicidade