A Xícara de Café

265
Publicidade

Queres viver alegremente? Caminha com dois sacos, um para dares, outro para receberes.
Goethe

A Xícara de Café

Um desses dias de inverno frio e tempestuoso, um velho amigo fez um convite para ir passar um final de semana em sua residência, na capital paranaense.

Ao chegarmos depois de uma longa conversa, repassando o passado, ele me disse: – Vamos dar uma volta e no caminho vamos tomar uma xícara de café.

Ao sairmos de sua casa, e enquanto caminhávamos passamos por uma pequena cafeteria com uma placa pendurada na porta que dizia: – Você é bem-vindo, aqui nós temos café suspenso. Café suspenso?

Eu perguntei ao meu amigo. O que isso significa? Você nunca ouviu falar disso?

Publicidade

Meu amigo perguntou, e eu balancei minha cabeça. Siga-me, ele me disse, e nos juntamos à fila de pessoas em frente à caixa registradora.

O que posso oferecer a vocês hoje? O caixa perguntou a alguns jovens advogados que estavam olhando para o cardápio. Acho que vamos tomar três xícaras de café, disse um deles, dois agora e um suspenso.

O caixa assentiu, como se fosse uma ordem comum, aceitou o pagamento e colocou duas xícaras de café quente no balcão.

Os dois agradeceram, pegaram as duas xícaras e saíram sem esperar pelo terceiro. O próximo na fila era um casal mais velho.

O mesmo de sempre? O caixa sorriu para eles. Sim, obrigada, respondeu a mulher. Mas, por favor, adicione dois cafés suspensos, não compramos nenhum deles há algum tempo.

Poucos minutos depois, o casal recebeu o pedido e chegou a nossa vez de pedir. Quando nosso pedido estava pronto, pegamos nossas xícaras e nos sentamos para beber juntos.

Você vai me dizer o que é isso? Eu perguntei ao meu amigo, mas ele apenas disse: – Espere e veja.

Nossa conversa fluiu e, antes que percebêssemos quase duas horas se passaram. Nossas xícaras de café já estavam vazias, mas rimos de histórias compartilhadas, relembramos memórias do passado e não olhamos para o relógio nem uma vez.

Esta bela história é baseada em uma iniciativa real de vários cafés ao redor do mundo que decidiram ajudar aqueles que não podem comprar uma xícara de café no início ou no final do dia.

Não há dúvida de que este é um gesto que nos anima e que gostaríamos de ver muito mais. Bom Dia! Disse o caixa. Como posso ajudá-lo?

O café estava quase vazio de pessoas quando a porta se abriu de repente e um homem com roupas surradas e um olhar cansado entrou e ficou em silêncio em frente à caixa registradora.

Ele pensou por um momento e depois perguntou em voz baixa: – Você tem um café suspenso? O caixa sorriu e acenou com a cabeça, serviu ao homem uma xícara de café quente e colocou-o na frente dele.

O homem agradeceu, pegou o copo e saiu. Ninguém mais pareceu perceber esse momento, que parecia ser comum naquele café, mas não pude deixar de me comover com esse pequeno gesto.

Quem quiser, pode pagar antecipadamente uma xícara de café por alguém menos afortunado sem fazê-lo se sentir mal. Meu amigo me disse quando viu minha expressão.

A xícara de café espera por alguém interessado nela, e quem sabe o que uma xícara de café pode fazer para alguém num dia frio e triste?

Quando nos levantamos para sair, parei por um momento e voltei para a caixa registradora. Posso ajudá-lo em alguma outra coisa? Perguntou o caixa.

Eu só queria comprar outra xícara de café. Tirei minha carteira do bolso e coloquei uma nota na mesa. Suspenso, se estiver tudo bem, por favor.

Acho que gostaríamos de duas xícaras de café, disse meu amigo. Nós vamos beber eles aqui mesmo.

Um pequeno ato de generosidade por parte de uma pessoa pode mudar o dia inteiro de alguém, mas muitas vezes quem precisa dela pode sentir-se desconfortável ou ter vergonha de pedir algo que possa ajudá-la.

Se todos olharmos ao redor, tenho certeza de que veríamos pelo menos uma pessoa que podemos ajudar. Não importa o quão pouco pensemos que estamos fazendo, as pessoas que mais precisam irão gostar!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome