A Solidariedade e Você!

522
Publicidade

Permita-se rir e conhecer outros corações. Aprenda a viver, aprenda a amar as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar os outros, aprenda a viver sua própria vida.
Mario Quintana

A Solidariedade e Você!

Você já ajudou alguém nesta semana? Esta pergunta pode parecer estranha, mas serve para que você se questione até que ponto está sendo solidário.

A solidariedade é um dos fatores que movem os voluntários, contendo alguns aspectos que conferem grande importância a tal sentimento.

Estender a mão, ajudar ao próximo e colaborar com os necessitados sem querer nada em troca.

Estas são algumas das atitudes das pessoas solidárias, que se preocupam com o próximo.

Publicidade

A solidariedade é algo muito importante para a nossa sociedade, pois quando ela está presente em nossa vida, muita coisa começa a melhorar. E a principal delas é a forma com a qual passamos a enxergar nossa vida.

Quando procuramos ajudar alguma pessoa que esteja necessitada, passamos a ver que muitos dependem somente da gente para que as melhorias realmente aconteçam.

Por isso, graças a inúmeras pessoas solidárias, que realmente se preocupam com o próximo, a solidariedade faz parte de nossa sociedade.

Talvez nem tenha se dado por conta, mas atos de solidariedade podem fazer muita diferença para as pessoas que lutam, por exemplo, contra o abuso de seus direitos.

Quando estamos instáveis e confusos, desacreditados do outro e do mundo. Essa é a hora para mostrar o melhor lado da natureza humana: O lado do amor e da compaixão.

O lado que preza pelo bem comum acima do egoísmo, do individualismo e do auto centrismo. A vantagem dessa necessidade de mudança é que ser solidário com o outro não só faz bem para o outro. Também faz para você.

Ou seja, precisamos uns dos outros para sobreviver e o melhor jeito de fazer isso é a partir da solidariedade, sem esperar algo em troca.

O principal motivo da maioria das pessoas para não inserir práticas de solidariedade na rotina é a falta de tempo.

No mundo agitado em que vivemos, parece impossível encaixar mais uma atividade no meio do trabalho, cuidar da família, dos filhos, projetos pessoais, amigos, vida social, entre outros.

Fazer o bem sem olhar a quem não precisa estar relacionado com uma religião ou filosofia. Ajudar uns aos outros é condição primária para a vida.

Precisamos nos reconectar com esse sentimento de comunidade, de doação, de cuidado com todas as pessoas, não só com quem conhecemos.

E para isso basta começar. Depois dos primeiros atos solidários, já será notável o quanto agir pelo outro faz bem para nós, gera energia, melhora nossa saúde e impulsiona o movimento do bem pelo bem.

Não podemos fazer tudo por todos, mas sempre podemos fazer algo por alguém no pedacinho de universo que temos acesso.

Portanto, a importância da solidariedade na sociedade realmente é imensurável, e todos nós deveríamos buscar ser mais solidários.

Para ser solidário não é preciso muito: Às vezes ao nosso redor podemos realizar várias atitudes solidárias, que serão muito úteis a nossa própria sociedade.

Quando ações bonitas são realizadas, certamente será possível viver numa sociedade muito mais humana. Ninguém avança sozinho, precisamos uns dos outros.

Auxiliando-nos mutuamente, aprendendo a dar as mãos, repartindo conhecimentos e experiências, alcançaremos um viver melhor, com menos sofrimentos. A isto chamamos solidariedade.

É quando o ser humano traz à tona o sentimento de amor ao próximo; sentimento este que desabrocha principalmente quando ocorrem tragédias de proporções elevadas ou algum outro fato que nos comova.

O sentimento de solidariedade é uma virtude cristã e, como uma corrente do bem, deve manter-se vivo em nossas almas, não só quando ficamos comovidos por algum fato, mas ser exercitado sempre, em qualquer ocasião.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome