A Pipa Distante

366
Publicidade

Este silêncio matinal que afaga

a varanda ensolarada

o bailado sossegado

das flores vermelhas

tangidas pela brisa primaveril

Publicidade

a coreografia despojada

de uma borboleta inesperada

visitando as jardineiras

despertam em mim um turbilhão

de lembranças… e então ponho-me

a procurar no céu desta manhã cristalina

a pipa que um dia empinei

no azul longínquo de minha meninice

Procuro procuro procuro e nada!

O tempo escondeu meu brinquedo

de papel de seda

entre as estrelas de minha aldeia…

Publicidade