A. Dourado recebe medalha das Forças de Paz do Brasil

204
Publicidade





Divulgação

Henrique Autran recebeu medalha em evento realizado em São Paulo

 

Na manhã de quinta-feira, 19, o professor-doutor Henrique Autran Dourado, diretor executivo do Conservatório de Tatuí, recebeu a “Medalha Cinquentenária das Forças de Paz do Brasil”. A entrega da honraria aconteceu em solenidade na sede do 21º Batalhão da Polícia Militar, em São Paulo.

A medalha é uma homenagem que a Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz da ONU (Organizações das Nações Unidas) concede a personalidades militares e civis que, “com trabalho e ações, enaltecem o país nas áreas sociais e culturais”.

Publicidade

Segundo informou a assessoria de comunicação do Conservatório, Autran Dourado teve o nome indicado pela Sbace (Sociedade Brasileira de Artes Cultura e Ensino), instituição pela qual também já foi homenageado.

A homenagem ocorre por deliberação da comissão de outorga da ABFIP – ONU (Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz da ONU). Segundo a própria instituição, “trata-se da mais alta condecoração do órgão”.

As Forças de Paz do Brasil foram criadas em 22 de novembro de 1956, por meio do decreto legislativo de número 61/56, da Presidência da República, para integrarem a Força Internacional de Emergência da ONU no Egito. Desde então, atuam no contexto internacional, estando presente em todos os continentes.

“É objetivo da ABFIP ONU preservar a memória destas forças e projetar seus valores para o futuro”, cita-se em comunicado enviado a Autran Dourado.

A Medalha Cinquentenário das Forças de Paz do Brasil destina-se a “premiar e reverenciar o culto aos nobres atributos daqueles que praticam e tenham praticado ações meritórias nas áreas sociais e culturais”.

Esta é, conforme citou Autran Dourado, a “mais alta láurea recebida por ele, repleta de significado pela ligação com seus dois avôs”. “Em especial, meu avô materno, que foi líder revolucionário em 32”, afirmou, em nota à imprensa.


Publicidade