6ª edição do Carnarock terá 9h de duração e shows de 7 bandas

Evento neste dia 3 deve atrair perto de 500 amantes do gênero

1163
Publicidade
Fabio Villa Nova
Antuerpia

Oferecer espaço para que bandas de rock apresentem os trabalhos para o público, contribuir para a expansão do título de “Capital da Música” e, ainda, com a diversidade da programação do Carnaval.

A 6ª edição do Carnarock une todos esses aspectos e agrega-se à programação carnavalesca do município. O evento tem nove horas de duração e shows gratuitos de sete bandas. Ele é realizado pelo Bar Dama de Ferro e, há cinco anos, ocupa trecho da rua do Cruzeiro, no bairro Quatrocentos.

Reduto dos “Vagalume” (família do saudoso sambista Paulo Vagalume), a região é também conhecida como a área roqueira da cidade.

A fama deve-se, principalmente, ao Bar Dama de Ferro, responsável por realizar um Carnaval diferente. Com apoio da prefeitura, o estabelecimento leva bandas locais para apresentações gratuitas e que atendem a um público diferenciado.

De acordo com Sabrina Dama, a principal proposta do Carnarock é contribuir com a prefeitura na realização da programação do Carnaval. O evento oferece, gratuitamente, “música de qualidade”, no estilo rock e similar.

Publicidade
Fabio Villa Nova
Antuerpia

“Embora o público que costuma frequentar o Carnarock seja composto por pessoas que gostam de rock, o nosso evento é aberto a todas as tribos”, diz Sabrina.

Ela conta que a iniciativa surgiu da necessidade de grupos de rock e bandas alternativas terem um espaço para apresentar os trabalhos. Em particular, que atendesse quem gosta de Carnaval, mas aprecia outros estilos além de samba e pagode.

“Com esse desejo, os grupos encontraram no bar o espaço ideal para poderem manifestar suas artes, projetar o nome de Tatuí não só internamente, como externamente, e atender aos diferentes gostos musicais”, afirma Sabrina.

Neste ano, o Carnarock tem duração intensa, com sete bandas. Estão programadas apresentações de: Tripola (no estilo rock, jazz e blues), Metalradio (classic heavy metal), Masquerade (heavy metal), Pettalom (gothic metal), Lost Control (classic rock), Metal Corp. (metal) e Heartless (heavy trash).

Para que os grupos possam se apresentar, a empresária explicou que será necessária a interdição da rua do Cruzeiro, no trecho que fica entre as ruas 13 de Fevereiro e Maneco Pereira. A programação prevê apresentações das 14h às 23h.

Entretanto, para que a estrutura pudesse ser montada, é necessário que a intervenção aconteça mais cedo, a partir das 10h. Portanto, a equipe de trabalho tem um prazo de quatro horas para a preparação do espaço e os ensaios.

Em 2019, assim como nos anos anteriores, a pretensão é de que o público aumente. No ano passado, o evento reuniu perto de 200 pessoas. Desta vez, a expectativa é de que 500 amantes do rock participem da folia diferenciada.

“Esperamos atrair não só os moradores de Tatuí, que gostam de rock, mas os da região. Isso porque as bandas têm ampla repercussão e já estão inseridas no circuito underground. A maioria, com CDs lançados e prêmios”, diz Sabrina.

Conhecido pelos roqueiros e amantes dos estilos similares, o Bar Dama de Ferro é considerado, pela empresária, como uma referência para os músicos e público que gostam desse circuito. Sabrina defende que o empreendimento contribui para manter a economia da cidade aquecida ao promover a folia alternativa.

“E digo que vamos além: nós ajudamos a reforçar o caráter musical de Tatuí e a movimentar o turismo cultural, fortalecendo a imagem da cidade”, argumenta.

De acordo com a empresária, ao permitir a realização do evento, a prefeitura dá exemplo para outros municípios. Sabrina ressalta que, ao incluir o rock na programação carnavalesca, a municipalidade reforça a posição de Tatuí como polo regional do turismo cultural, gastronômico e musical.

Publicidade
Fabio Villa Nova
Antuerpia

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome