60 dicas que ajudam a combater rinite e asma

455
Publicidade
Dr. Jorge Sidnei Rodrigues da Costa – Cremesp *

Vamos reproduzir aqui 60 itens para manter uma boa qualidade de vida e saúde:

  1. Manter a casa sempre limpa é uma boa maneira de reduzir a proliferação de ácaros.
  2. Evite o uso de vassoura, espanador ou pano seco, visto que apenas mudam as impurezas de lugar.
  3. Evite manter estantes de livros, revistas e caixas de papelão no quarto de dormir.
  4. Dê preferência a pisos lisos ou frios, que são mais fáceis de limpar.
  5. Evite talcos, perfumes e desodorantes, principalmente na forma de spray.
  6. Para a limpeza do chão ou de móveis, basta passar um pano úmido.
  7. Evite animais de pelo e pena, especialmente no quarto.
  8. Mantenha a casa bem ventilada.
  9. Plantas no interior do domicílio podem funcionar como reservatório de fungos.
  10. O quarto de dormir deve ser preferencialmente bem ventilado e ensolarado.
  11. Roupas de cama e cobertores devem ser lavadas e secadas ao ar quente ou ao sol antes do uso.
  12. Evite travesseiro e colchão de paina ou pena; use os de espuma, fibra ou látex.
  13. Evite bichos de pelúcia.
  14. Afaste o alérgico do ambiente enquanto se faz a limpeza.
  15. Envolva o travesseiro em material plástico (vinil) ou em capas impermeáveis.
  16. Substitua os cobertores de lã por edredons.
  17. Lave as roupas com água aquecida a 55°C.
  18. Limpe o estrado da cama duas vezes por mês.
  19. Desumidificadores podem provocar níveis baixos de umidade que acentuam os efeitos de alergias respiratórias.
  20. Mantenha a cama afastada da parede.
  21. Permaneça hidratado, bebendo muita água (ou sucos naturais) ao longo do dia.
  22. A higiene nasal é fundamental.
  23. Não fume, nem deixe que fumem dentro de casa.
  24. Evite inseticidas e produtos de limpeza com odor forte.
  25. Exterminar baratas e roedores é muito importante.
  26. Evite usar produtos que deixem odor marcante nas roupas, como amaciantes.
  27. Esportes podem e devem ser praticados.
  28. Investigue outras fontes de exposição aos fungos, como creches, escolas e locais de trabalho.
  29. Tabagismo pré-natal, perinatal e pós-natal está associado a problemas respiratórios nas crianças.
  30. Evite tapetes e carpetes.
  31. Os sistemas de ventilação de casa e do carro devem ser equipados com filtros especiais para pólens.
  32. Se possível, aspirar as superfícies com um modelo potente de aspirador.
  33. Não armazene o lixo dentro de casa.
  34. Mantenha alimentos fechados e acondicionados.
  35. Carpetes ou tapetes de difícil remoção devem ser deixados para ventilar e aspirados duas vezes por semana.
  36. Ambientes fechados favorecem o contato com alérgenos inaláveis.
  37. Evite variações bruscas de temperatura.
  38. Evite fumar dentro do carro.
  39. Não tome banhos extremamente quentes; a temperatura ideal da água é a corporal.
  40. Dê preferência às atividades ao ar livre; ambientes fechados favorecem o contato com alérgenos inaláveis.
  41. Use cortinas do tipo persiana ou de material que possa ser limpo com pano úmido.
  42. Combata o mofo e a umidade, reduzindo a umidade a menos de 50%.
  43. Mudanças bruscas no clima podem induzir sintomas nasais em pacientes com rinite alérgica.
  44. Dê preferência a brinquedos de tecido para que possam ser lavados.
  45. Tenha cuidado com alimentos muito quentes ou temperados.
  46. Passe pano úmido na casa diariamente.
  47. Ambientes fechados por muito tempo devem ser arejados e limpos pelo menos 24h antes da entrada.
  48. Evite atividades externas entre 5 e 10 da manhã, e em dias secos, quentes e com vento.
  49. É recomendado ficar afastado ou manter ventilados os locais com odores de pinturas.
  50. Verifique periodicamente as áreas úmidas de sua casa, como banheiro e cozinha.
  51. Recomenda-se aos pacientes alérgicos a pólen manter as janelas da casa e do carro fechados durante o dia.
  52. Tenha cuidado com parasitas presentes em pombas.
  53. Elimine os ácaros, pois são os principais desencadeantes da rinite alérgica.
  54. Evite a prática de esportes em locais com alta exposição aos poluentes.
  55. Para crianças alérgicas, dê preferência a animais de estimação como peixes e tartarugas.
  56. Prefira pastas e sabões em pó para limpar o banheiro e a cozinha.
  57. Faça uma avaliação médica para verificar se você não é alérgico a algum alimento.
  58. Lembre-se de que o ar-condicionado é seco e pode ser irritante.
  59. Evite alimentos picantes como pimenta.
  60. Solução diluída de água sanitária pode ser aplicada nos locais mofados até sua resolução definitiva, ou usar pastilhas antimofo, à venda nos supermercados.

Procure fazer o máximo do que foi orientado aqui e você, com certeza, melhorará sua qualidade de vida e consequentemente a sua alergia.

Quando necessitar de maiores informações, consulte sempre um alergista!

Fonte: folheto ilustrativo do Laboratório Aché para auxiliar o cliente alérgico e arquivo pessoal do colunista.

* Médico com título de especialista em pediatria pela AMB – Associação Médica Brasileira e pela SBP – Sociedade Brasileira de Pediatria e Membro da Asbai – Associação Brasileira de Alergia e Imunologia. Médico pediatra e responsável pela Alergoclin Cevac – Clínica de Vacinação Humana.

Publicidade