40% dizem que falta ação para o turismo rural ‘decolar de vez’

260
Publicidade





Modalidade que tem por objetivo permitir contato mais direto com a natureza, a agricultura e as tradições locais, o turismo rural depende de vários fatores para se fortalecer. Em Tatuí, pelo menos na opinião da maioria dos leitores que votou em enquete virtual, o crescimento dele como atividade depende um tópico em específico.

Disponibilizada em “O Progresso Digital” (www.oprogressodetatui.com.br), a pesquisa on-line trouxe o assunto como tema a partir de reunião entre produtores rurais e membros do Comtur (Conselho Municipal de Turismo).

O evento aconteceu no dia 5, na sede do Sindicato Rural Patronal, visando debater meios de parcerias para o desenvolvimento turístico no campo.

Aproveitando a temática, o jornal perguntou: “Em sua opinião, o que falta para o turismo rural ‘decolar’ em Tatuí?”. A maioria dos participantes (40%) respondeu que falta “ação dos empreendedores”. Para 29% deles, há carência de “incentivo do poder público”. Outros 18% opinaram que falta “divulgação” e, para 13%, há ausência de “capacitação profissional”.

Publicidade

Levada “ao ar” na manhã de sábado, 14, a enquete virtual recebeu votos até a tarde de sexta-feira, 21.

Para esta semana, o jornal traz novo questionamento. O tema envolve projeto aprovado pela Câmara Municipal e que depende de sanção do prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, para vigorar. A matéria trata de obrigatoriedade para reaproveitamento de água em escolas públicas.

A justificativa é que a crise hídrica que atingiu o Estado no ano passado exige dos governos municipais combate ao desperdício, promovendo a reutilização hídrica.

Nesse sentido, o jornal questiona: “Você costuma reutilizar água?”. As respostas: “sim” e “não” podem ser escolhidas a partir desta semana até o próximo dia 28. O resultado será divulgado no domingo, 30.


Publicidade