Museu Histórico ‘Paulo Setúbal’ reedita projetos focando públicos

474





AC Prefeitura / Evandro Ananias

Praça Manoel Guedes sediará um dos eventos organizados pelo museu e que tem reedição neste mês

 

O Museu Histórico “Paulo Setúbal” reedita dois projetos neste mês. Tratam-se da “Seresta com Ternura” – que seria realizada às 19h de sexta-feira, 11 (após o fechamento desta edição, 17h) – e de “Uma Noite no Museu”, previsto para o dia 18, no mesmo horário.

Com foco no público adulto, o evento de seresta estava programado para acontecer em frente ao “Monumento aos Seresteiros”, inaugurado no mês de agosto. Já a atividade destinada às crianças será realizada dentro do espaço cultural.

Segundo informou a assessoria de comunicação da Prefeitura, a segunda edição da Seresta com Ternura reuniria músicos e artistas. Eles fariam homenagem ao professor, ex-prefeito e seresteiro Paulo Assumpção Ribeiro.

A programação previa performances do Grupo de Seresta (liderado por Zé Rubens), Seresteiros com Ternura e participação especial do escritor Ary Roberto.

Este faria apresentações de poesias que, tradicionalmente, eram declamadas pelo homenageado. Entre elas, o “Moço”, de Moacyr Sacramento.

Em nota, a coordenadora do museu, Raquel Fayad, afirmou que os eventos realizados na área externa da Casa de Cultura têm como objetivo “expandir os limites do prédio e atrair novos frequentadores”.

“São ações que fidelizam o público. As pessoas se sentem motivadas a regressar e, principalmente, a conhecer essa importante estrutura cultural. Muitas vezes, elas passam pela frente do museu e não entram. Essas atividades despertam o interesse, e é assim que a cultura se faz: a partir da democratização de oportunidades”, falou.

O “PS” já está com inscrições abertas para a segunda edição de “Uma Noite no Museu”. As vagas são limitadas. Apenas 30 crianças, com idade a partir dos sete anos, poderão participar, desde que acompanhadas de um responsável.

A programação prevê roda de contação de histórias, expressão corporal com dança circular, visita monitorada com uso de lanternas, leitura de poemas de Paulo Setúbal e exibição do filme “Uma Noite no Museu”, que empresta nome à iniciativa.

Os participantes devem levar uma lanterna, edredons ou cobertores, travesseiros, pasta e escova de dente e trajar pijama. “Nosso objetivo é que as crianças vejam e sintam que o museu está vivo e que podem aprender muito”, citou Raquel.

“A primeira edição do projeto foi um sucesso. Agora, conseguimos ampliar o número de participantes para mais que o dobro”, encerrou.