Município alcança média de 11,24 novos casos de dengue a cada hora

Órgão municipal notificou 1.079 moradores infectados nos últimos 4 dias

162
Publicidade
Da redação

Novo boletim da Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, divulgado na manhã desta terça-feira, 6, aponta aumento de 10,63% nos casos de dengue no começo desta semana em Tatuí em comparação com os dados anteriores. A cidade contabiliza 1.079 novos casos confirmados em quatro dias.

Até sexta-feira da semana passada, 3, o município somava 10.150 casos. Já nesta terça-feira, o órgão informou ter registrado 1.079 moradores contaminados – média diária de 269,75 confirmações, ou seja, 11,24 casos de dengue por hora.

Na manhã de sábado, 6, os dados referentes à sexta-feira, 2, informavam um total de 182 novas infecções. Conforme divulgado pela VE, no boletim mais recente, de terça-feira, 2, somente no dia anterior, mais 897 casos da doença haviam sido confirmados.

Conforme o setor, a maioria dos casos é autóctone (contraídos no município). Até fevereiro, os contágios ocorriam de maneira concentrada na região do Jardim Santa Rita de Cássia. Contudo, a VE informa que os casos positivos não estão mais concentrados no bairro, com registros em toda a cidade.

Este é o ano com maior número de casos autóctones da doença, conforme apontam as fichas epidemiológicas da Vigilância Epidemiológica, abordando o período de 1992 a 2021.

Publicidade

O índice de casos deste ano já é 3.476,11% maior que a totalidade de 2020, quando se somaram 314 infectados entre janeiro e dezembro – 765 contaminações a menos que as ocorridas na segunda-feira, 5.

A secretária da saúde, Tirza Luiza de Melo Meira Martins, reforça que todas as pessoas que apresentarem febre, acompanhada de pelo menos dois sintomas, como: náuseas, vômitos, manchas avermelhadas pelo corpo, dor nas articulações, dor de cabeça ou dor no fundo dos olhos, devem procurar atendimento médico.

Como a unidade de atendimento à dengue (dengário) está desativada, desde o dia 29 de março, os pacientes com sintomas são recebidos nos postos de saúde que estão em funcionamento apenas na zona urbana. No período noturno e aos finais de semana, é necessário procurar a unidade de pronto atendimento.

A prefeitura, através do setor de combate à dengue, da pasta da Saúde, continua realizando a nebulização “pesada” para o combate à dengue em diversos bairros da cidade. Apesar disso, a coordenadora da VE, Rosana de Oliveira, destaca a necessidade de a população se conscientizar, a fim de evitar a formação de novos criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença.

“Enquanto a população não se conscientizar, ainda teremos muitos problemas. Tatuí inteira tem de ‘vestir a camisa’ e ‘colocar a mão na massa’ e começar a trabalhar”, frisou.

Por meio de nota enviada à imprensa, a prefeitura reforça o pedido da colaboração de todos os cidadãos quanto à limpeza e manutenção de terrenos e residências, e salienta que as denúncias podem ser feitas pelos telefones (15) 3259-8428 ou 3259-8463, ou ainda na ouvidoria virtual pelo endereço: http://tatui.sp.gov.br/ouvidoria.

Publicidade