Iniciado reaparelhamento de 6 unidades básicas de bairros

315
Publicidade





AC Prefeitura / Evandro Ananias

Manu participou de entrega de equipamentos a primeira das seis unidades do município na segunda dia 9

 

A Prefeitura iniciou esta semana o programa de reaparelhamento dos postos de saúde. Conforme a assessoria de comunicação do Executivo, o trabalho começou após a municipalidade ter colocado em prática o projeto de reestruturação física das unidades de saúde da zona urbana e rural. Ao todo, a Prefeitura reformulou cinco unidades.

Na segunda-feira, 9, o prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, participou da entrega de equipamentos, instrumentais e mobiliários na unidade da vila São Cristóvão.

Publicidade

O projeto estruturado pela Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o governo do Estado de São Paulo, prevê a modernização de salas em seis postos, na vila Angélica, vila Doutor Laurindo, Valinho, Rosa Garcia e vila Esperança, além do próprio São Cristóvão. O valor total dos investimentos passa de R$ 360 mil.

Estão sendo equipadas salas de esterilização, vacina, curativo, procedimentos, além de consultórios e farmácias.

Para tanto, foram adquiridos seis aparelhos de ar-condicionado, 34 armários fechados em aço, 60 cadeiras, 6 escadas, 24 estantes em aço, 6 impressoras e 12 mesas auxiliares.

A Prefeitura também adquiriu 12 mesas com gaveteiro, 6 termômetros digitais, 22 armários, 6 autoclaves, 25 bancos de altura compatível com manipulação, 20 estantes moduladas, 24 armários vitrine, 6 balanças antropométricas, 6 balanças antropométricas digitais infantis e 14 cadeiras de rodas.

Completam a lista de equipamentos que serão entregues: 14 escadas de dois degraus, 15 focos de luz, 16 mesas para exames, 6 carrinhos de emergência, 5 desfibriladores, 18 suportes para soro, 3 carrinhos para curativos, 3 fornos micro-ondas, 15 arquivos de aço com seis gavetas cada e 8 arquivos de aço com quatro gavetas cada, num total de 392 itens.

Segundo declarou o secretário municipal da Saúde, José Luiz Barusso, por meio da assessoria do Executivo, a aquisição de autoclaves, aparelhos utilizados para esterilizar materiais, contribui sensivelmente para diminuição de possíveis infecções.

O médico afirmou que elas são uma das principais causas de morbidade e de mortalidade, responsáveis, ainda, pelo aumento dos custos dos tratamentos médicos.

“A utilização de instrumentais adequados para a realização dos curativos, por exemplo, propicia a efetivação da técnica apropriada para atender às necessidades de cada paciente”, reforçou o titular da pasta.

A climatização obrigatória, possível graças à aquisição dos equipamentos de ar-condicionado, faz parte da Resolução de Boas Práticas Farmacêuticas, RDC 44/2009, resultante da consulta pública de 2007.

Desde 2009, os estabelecimentos são orientados e educados sobre as práticas da climatização em salas especiais.

“A Coordenadoria de Infraestrutura em Serviços de Saúde, da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), define que ambientes como farmácias são complexos e necessitam de cuidados com a qualidade do ar interno e mantimento dos remédios que ali estão”, afirmou Barusso.

Em nota, o prefeito disse que “os equipamentos permitirão novas dinâmicas e a disponibilização de novos serviços nos próprios postos de saúde, seja para desafogar fluxo do Pronto-Socorro Municipal, seja para garantir amparo emergencial e salvar vidas”.

“Os carrinhos de emergência e os desfibriladores automáticos externos são aparelhos utilizados em paradas cardiorrespiratórias, que possibilitarão às equipes de saúde a oferta de atendimento adequado em casos de urgência, onde segundos podem significar uma vida salva”, finalizou Manu.


Publicidade