Homem é morto por enteado de 15 anos na vila Esperança

343





Um estudante de 31 anos de idade foi morto pelo enteado de 15 anos, no início da madrugada de domingo, 8, na rua Cecílio Boneder, vila Esperança.

O garoto é acusado de ter matado Jonatas de Campos Machado a facadas.

De acordo com boletim de ocorrência, o homem chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao pronto-socorro, mas não resistiu aos ferimentos.

O adolescente argumentou aos policiais que Machado era “agressivo”. A vítima tinha vários registros policias, por violência doméstica.

A mãe do menino afirmou, também, que a vítima de homicídio tinha tomado bebidas alcoólicas e cheirado cocaína durante “todo o dia” do ocorrido. Por isso, teria ficado “muito violento”, agredindo-a.

O garoto, segundo o BO, para impedir “a injusta agressão contra a mãe e os irmãos dele”, tentou intervir na confusão, porém foi agredido também.

Machado teria tentado golpear o rosto do adolescente com uma faca. O garoto, para se defender, teria colocado a mão na frente e machucado um dedo.

Durante a luta, ainda de acordo com o BO, o adolescente conseguiu retirar a faca de Machado e golpeá-lo. Em seguida, a mãe e o adolescente teriam acionado o Corpo de Bombeiros e a PM, para que o estudante fosse socorrido.

Policiais militares conduziram a mãe e o adolescente ao plantão policial e acionaram o Instituto de Criminalística, para auxiliar nas investigações junto ao local do crime.

De acordo com o BO, Machado apresentava cinco ferimentos de faca no corpo. A vítima também teria sido indiciada, em outras ocasiões, por lesão corporal, ameaça, violência doméstica e roubo.

O adolescente afirmou que agiu em legítima defesa. Porém, o delegado plantonista optou por apreendê-lo.

Esse foi o terceiro homicídio do ano na cidade. O primeiro aconteceu no dia 17 de janeiro. Cleber Paschoal Fernandes Souza, 19, foi morto com um tiro, que atingiu o olho direito dele e transfixou o crânio.

O segundo homicídio vitimou Wagner Araújo de Almeida, 39, no dia 2 de maio. Um adolescente de 17 anos confessou ter dado várias facadas na vítima, pois “ele estaria brigando com a tia e a mãe deles”.