Grupo CCR oferece oficinas virtuais de fotografia a estudantes de Tatuí

Instituto faz parcerias e promove concursos culturais para a Educação

152
Programa “FotoItinerante” é promovido em parceria com a ONG ImageMagica e o Ministério da Cidadania (foto: divulgação)
Da reportagem

O Instituto CCR, gestor social do Grupo CCR, e a CCR SPVias estão promovendo oficinas virtuais de fotografia e devem abrir inscrições ao “Concurso Cultural de Práticas Inovadoras na Educação”, no segundo semestre. As atividades são promovidas por meio de parcerias.

Com apoio do Instituto, a ONG ImageMagica e o Ministério da Cidadania oferecem o programa “FotoItinerante”. A ação é voltada aos estudantes de escolas públicas do estado de São Paulo e recebeu apoio da Lei de Incentivo à Cultura.

Por meio do programa – adaptado para o formato EAD (modalidade de ensino a distância) por conta da pandemia -, os alunos da escola Emef “Professora Eunice Pereira de Camargo” recebem todo o conteúdo das atividades em uma plataforma online, onde aprendem técnicas de luz e enquadramento e conhecem a história da fotografia.

Além disso, os alunos recebem atividades para fotografar a partir do tema “Uma mensagem para o futuro”, baseado nos “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” (ODS), lançados pela ONU, a fim de criar um “diálogo” entre os alunos e o próprio cotidiano.

“Aos poucos, os alunos estão se adaptando para os novos formatos de aula. Sugerir uma atividade diferente, divertida e, ao mesmo tempo, segura (por ser no formato online) pode contribuir com o desenvolvimento e aprendizado destes participantes”, comenta Andreza Portela, coordenadora do projeto.

A coordenadora acrescenta que, mesmo com atividades remotas, a equipe do projeto acompanha diariamente a evolução dos participantes. Além de Tatuí, participam alunos de Capela do Alto, Sarutaiá e Alambari – municípios sob influência do programa de concessões rodoviárias do estado de São Paulo, administrado pela CCR SPVias.

De acordo com o projeto, no final das atividades, as fotografias realizadas pelos alunos se transformarão em pequenas exposições. Um caminhão da ONG, adaptado com tecnologias de fotografia e de impressão levará os ensaios até as escolas dos participantes, de forma itinerante.

Já o “Concurso Cultural de Práticas Inovadoras na Educação” faz parte do programa “Caminhos para a Cidadania” e visa premiar educadores da rede pública de ensino que dão aulas no fundamental I, com um troféu e um notebook, além de premiar as escolas onde os professores vencedores atuam.

O trecho administrado pela concessionária abrange as cidades de Águas de Santa Barbara, Alambari, Avaré, Buri, Capela do Alto, Cerqueira Cesar, Cesário Lange, Itaberá, Itaí, Itapetininga, Itapeva, Itararé, Pardinho, Porangaba, Quadra, Santa Cruz do Rio Pardo, São Miguel Arcanjo, Sarapuí, Taquarivaí, Tatuí e Torre de Pedra.

O concurso conta com duas categorias, envolvendo fomento ao protagonismo do aluno e desenvolvimento de competências socioemocionais. É possível se inscrever em até dois cases por categoria, gratuitamente.

De acordo com a CCR, os desafios propostos estão respaldados pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). “Nosso objetivo é identificar, valorizar e divulgar experiências educativas transformadoras, informa Ariane Teles, responsável pelo programa.

“O Caminhos para a Cidadania quer não apenas apoiar, mas também descobrir e incentivar novas alternativas para a realidade complexa do ensino no Brasil”, explica a coordenadora.

As inscrições serão abertas no segundo semestre. Pode-se conferir o regulamento completo no www.caminhosparaacidadania.com.br. No endereço, os professores e alunos também encontram conteúdos gratuitos, sugestões de atividades, livros, filmes, séries, jogos e lições de cidadania, entre outros recursos.