GCM detém servente em ‘primeiro dia’ de comércio de drogas

315





GCM

Drogas e dinheiro apreendidos pela Guarda Civil

 

A GCM (Guarda Civil Municipal) deteve um servente de pedreiro de 23 anos por tráfico de entorpecentes. Bruno Pinheiro de Godoy teve voz de prisão ratificada na Delegacia de Polícia do Município após ter sido abordado, revistado e ter entorpecente localizado com ele, na noite de segunda-feira, 9.

Conforme a GCM, o suspeito teria sido visto “entregando algo para um motociclista”. Os dois estariam conversando na rua Professor Euchário Holtz, no São Cristóvão, e teriam se separado ao notar a presença da viatura. Os guardas informaram que faziam patrulhamento de rotina, por volta das 19h45.

Ao visualizar a guarnição, o condutor da moto teria deixado o local em “alta velocidade”. Os GCMs relataram que não conseguiram anotar os dados do veículo e nem acompanhar o suspeito. No mesmo momento, o servente de pedreiro teria tentado “sair do campo de visão” da viatura, andando rapidamente.

O “nervosismo” do suspeito chamou a atenção dos guardas, fazendo com que eles o abordassem. Na sequência, o suspeito passou por revista pessoal. Num dos bolsos da calça dele, a GCM afirmou ter localizado um papelote de maconha.

Durante a ocorrência, os guardas disseram que Godoy teria confessado o tráfico. Ele teria, ainda, dito que havia sido pego no primeiro dia da venda de maconha e afirmado para a equipe que mantinha mais porções de droga em casa.

Na residência dele, situada a metros da abordagem, a GCM teria encontrado 82 porções de maconha e R$ 29. O entorpecente e o dinheiro estariam embaixo da última gaveta do guarda-roupa do quarto do suspeito, levado ao plantão policial.