Fusstat finaliza campanha e entrega 26 mil agasalhos a entidades sociais

368
Prefeita Maria José Vieira de Camargo e a presidente do Fusstat, Sônia Ribeiro da SIlva, entregaram doações às instituições (foto: AI Prefeitura)
Publicidade

O Fusstat (Fundo Social de Solidariedade de Tatuí) realizou, na sexta-feira, 2, no Centro Cultural, a distribuição das peças de roupas arrecadadas na Campanha do Agasalho 2019. Foram entregues 26 mil peças, beneficiando 15 entidades.

O evento contou a presença da prefeita Maria José Vieira de Camargo, que, ao lado da presidente do Fusstat, professora Sônia Maria Ribeiro da Silva, fez a entrega às instituições.

Foram repassadas peças para: o Centro Social Arte pela Vida; para a Pastoral da Criança, da Paróquia Santa Rita de Cássia; a Casa de Apoio aos Irmãos de Rua São José; o Grev (Grupo de Estímulo à Vida); a Casa de Nazaré, da Paróquia São José Operário; e a Paróquia Santa Terezinha.

Também receberam doações: a Casa de Acolhimento, Recanto do Bom Velhinho, Lar Donato Flores, Força para Viver, Lar São Vicente de Paulo, Cosc (Conselho Social da Comunidade), Litac (Liga Tatuiana de Assistência aos Cancerosos), Conselho Particular Vicentino de Tatuí e Igreja Presbiteriana Bela Vista.

De acordo com Sônia, a arrecadação total deste ano chegou a 43 mil unidades, sendo que, aproximadamente, 10% foram consideradas inservíveis e acabaram incineradas.

Publicidade

As ações da Campanha do Agasalho de Tatuí foram realizadas nos mesmos moldes da campanha do Fussp (Fundo Social de São Paulo) e encerradas oficialmente no dia 29 de junho, com o “Dia D” na Praça da Matriz.

Na ocasião, todos os locais que funcionaram como pontos de coleta realizaram a entrega de todas as doações recebidas ao longo do mês. A campanha teve início em Tatuí no dia 8 de junho, contando com 300 caixas de arrecadação distribuídas na cidade.

Durante o período, a população pôde doar cobertores, calçados e roupas novas e usadas em bom estado, em entidades, escolas municipais e estaduais, pré-escolas, creches, clubes, empresas, condomínios e órgãos públicos.

Depois da arrecadação, as roupas passaram por triagem, para serem separadas à doação. As peças foram levadas a um barracão cedido pelo empresário Jonas Caetano Filho. Lá, a equipe fez a triagem e separação das roupas em kits para encaminhá-las à doação.

O processo de seleção foi acompanhado pela coordenadora da campanha, Edite Oliveira, junto com uma equipe de 20 pessoas. Os agasalhos e cobertores foram distribuídos, no dia 22 de julho, para famílias carentes cadastradas no Cras (Centro de Referencia em Assistência Social) e, no dia 2, para entidades assistenciais do município.

“Cada entidade retirou o número de roupas de acordo com a necessidade. Foram feitos pacotes com o número de peças e tamanhos solicitados previamente, e deu para fazer um bom kit para cada uma delas”, contou Sônia.

A presidente do Fusstat classificou a campanha deste ano como “um sucesso”. “Mais de 40 mil peças é um resultado muito satisfatório. A gente sempre quer mais, mas, com a crise econômica do país e com o aumento de pessoas que vendem roupas ao invés de doá-las, podemos considerar que foi ótima esta arrecadação”, observou.

Sônia ainda revelou que parte das roupas arrecadadas ainda ficará com o Fusstat. “Muitas pessoas vêm na nossa sede para pedir roupas, encaminhadas pelos Cras. Então, nós mantemos uma reserva para ser usada durante o ano”, declarou.

Ainda na sexta-feira, a prefeita, a presidente do Fusstat e a conselheira do órgão Regina Mantovani estiveram na Maternidade da Santa Casa de Misericórdia para a entrega de 30 cobertores. A interventora do hospital, Marcia Giriboni, recebeu a doação e já a encaminhou para uso no hospital.

Publicidade