FamillyCard será opção em compras para mais de 400 lojas credenciadas

1723
Eric Proost afirma que FamillyCard pode ser implantado até agosto no comércio local (foto: Diléa Silva)
Publicidade

A ACE (Associação Comercial e Empresarial) já iniciou a segunda fase de cadastramentos para a implantação do FamillyCard. Na primeira etapa, mais de 400 estabelecimentos comerciais foram credenciados.

Nesta nova fase, a associação está realizando o credenciamento dos futuros usuários. O cartão é um benefício destinado aos funcionários das lojas associadas.

De acordo com Eric Proost, presidente da ACE, já está quase tudo pronto para que o comércio possa oferecer a novidade. Nos pontos conveniados, já foram realizadas as coletas de informações sobre as empresas. Os dados foram enviados à FamillyCard e constam no sistema da operadora.

“Assim que o cadastramento dos funcionários das lojas for finalizado, o sistema do FamillyCard poderá ser implantado e os cartões serão distribuídos. Por enquanto, estamos fazendo este trabalho de formiguinha, indo de loja em loja conversar com os proprietários e os empregados”, contou.

Isento de taxas e custos para o empregado e empregador, o cartão tem como limite o teto de 30% do salário. O crédito pode ser utilizado como “vale”, uma espécie de adiantamento do salário. O montante gasto pelo trabalhador é descontado em folha, pela empresa, no pagamento mensal.

Publicidade

“Nós criamos este cartão para que o funcionário não precise esperar um dia especifico do mês – por exemplo, o dia 20 – para fazer as compras. Ele já vai estar com o cartão e poderá usar para o que precisar”, explicou.

A empresa FamillyCard é responsável por toda a implantação do serviço. Para a fase de cadastros, a Associação Comercial está disponibilizando um profissional que faz a divulgação dos cartões e oferece o serviço aos lojistas e funcionários.

Conforme o presidente, algumas empresas associadas já usam alguns dos cartões da FamillyCard, do tipo convênio, farmácia e vale-refeição.

Estes estabelecimentos continuarão oferecendo o serviço, porém, todos estes cartões têm regras de consumo e o limite só pode ser gasto com produtos específicos.

O cartão criado em parceria com a ACE vai permitir que o usuário tenha mais flexibilidade. A partir do limite, o empregado poderá utilizar o cartão da forma como quiser e em outros tipos de estabelecimentos, como lojas de roupas e calçados, acessórios, supermercados, lanchonetes e até em áreas de lazer e diversão.

Mais de 80 estabelecimentos, entre farmácias, postos de combustíveis e supermercados, já eram cadastradas na FamillyCard e vão passar a aceitar o novo modelo de crédito.

Com a criação do novo cartão, os benefícios deixaram de ser exclusivos desses estabelecimentos e passaram a ser oferecidos no comércio em geral. “Agora, as lojas e todo tipo de comércio também vão poder vender através do cartão, e isso trará benefícios para todos”, realçou.

Proost ressalta que o novo modelo foi pensado para ser interessante tanto para o funcionário, que poderá fazer compras mesmo se ainda não tiver recebido o salário, como para os comerciantes, já que a iniciativa faz com que o dinheiro circule no próprio município, incrementando a economia.

Para o comerciante que oferecer o serviço do cartão, as taxas são negociadas e não há custos para manter a maquineta. “Hoje, qualquer cartão de crédito cobra uma mensalidade para que o comércio possa manter a maquineta, mas, neste caso, a operadora tem um sistema próprio, que não acrescentará custo, o que é uma grande vantagem para o lojista”, garantiu.

Com mais de 400 associados, o presidente da ACE espera que o cartão possa ser disponibilizado para até 7.000 trabalhadores. Para ter direito ao cartão, basta que o empregado seja registrado e trabalhe em uma das empresas associadas à ACE.

O funcionário que tiver interesse em adquirir o cartão precisa apenas procurar o RH da empresa. Se o estabelecimento não for associado, ele deve procurar a associação para fazer o cadastro da empresa e dos funcionários.

Segundo o presidente, a ACE ainda não tem prazo para iniciar a operação dos cartões. O funcionamento deve começar depois que a maioria das lojas estiver credenciada e habilitar os empregados como usuário do novo sistema de crédito.

“Essa é a nossa única exigência, porque todo mundo quer receber, mas, para a loja estar apta, ela tem que disponibilizar o benefício para os próprios funcionários antes de querer atender aos outros consumidores”, acrescentou.

Para o presidente, o novo sistema de crédito deve substituir até mesmo os convênios já existentes. “No passado, tivemos casos em que as empresas associadas tiveram prejuízo com convênios, pois o funcionário reincidia o contrato, deixava dívidas parceladas e o empregador ficava com o prejuízo. Neste caso, não tem como isso acontecer, pois, se o empregador for desvinculado do estabelecimento, o cartão é imediatamente bloqueado”, comentou.

Depois que os cartões já estiverem em funcionamento, outros benefícios podem ser acrescentados aos consumidores. Conforme Proost adiantou, os usuários dos cartões poderão obter descontos em farmácias, supermercados, dentistas, laboratórios e em uma série de outras vantagens.

“Acreditamos que quando o FamillyCard estiver implantado de vez, nós vamos conseguir fazer alguns convênios. Além disso, se algum estabelecimento quiser fazer uma promoção específica para quem tem o cartão, poderemos fazer com o uso do banco de dados”, antecipou o presidente.

O controle de gastos e o limite da fatura poderá ser acompanhado pelo consumidor por um aplicativo. “Pelo celular, a pessoa consegue ver o saldo, o extrato e as atualizações do cartão”, explicou.

Ainda segundo Proost, a intenção é fazer com que, até o mês de agosto, os usuários já tenham recebido os cartões e os estabelecimentos já estejam aptos a receber as compras com a nova modalidade de crédito. A meta também é atingir os pequenos comerciantes.

“Atualmente, não temos muitos associados nos bairros e queremos que o cartão seja oferecido em todo lugar da cidade. Vamos procurar todos eles e, com isso, a associação também deve crescer bastante”, comentou.

Proost informou que a novidade deve ser implantada até a finalização da campanha “Pai, Você É o Melhor”, com foco no Dia dos Pais, que neste ano será comemorado no dia 12 de agosto.

A iniciativa distribuirá dois prêmios de R$ 1.000 para os consumidores contemplados e R$ 300 para cada um dos atendentes que efetivarem as vendas premiadas. O sorteio será no dia 16 de agosto, na sede da ACE.

“Acredito que, até o começo de agosto, a gente já consiga implantar o cartão. Pelo menos, a minha ideia é presentear o ganhador da promoção do Dia dos Pai com um cartão, no lugar do vale-presente, para que as pessoas gastem no comércio”, concluiu Proost.

Publicidade