Empresa tem prejuízo de R$ 31 mil em carga não entregue

371
Da redação

Uma empresa com unidade instalada no município teve prejuízo ao não ter uma carga entregue no Guarujá (SP), avaliada em R$ 31 mil. O motorista teria apresentado comprovante da “descarga” com sinais de falsidade. O caso foi informado na DC na tarde de quarta-feira, 23.

Segundo o boletim de ocorrência registrado por um analista da empresa, na quinta-feira da semana passada, 17, um caminhão foi carregado com 27,04 toneladas de grãos de soja, avaliadas em R$ 31.369,64, em Itaberá (SP), com destino ao TGG (Terminais Granéis Guarujá).

Conforme o boletim, o veículo pesado, conduzido por um motorista de 31 anos, residente em Santos (SP), deu entrada em um pátio, em Cubatão (SP), onde ficou aguardando o horário para concluir o serviço.

De acordo com o documento, o caminhão deixou o pátio às 6h40, para ir ao Guarujá, mas representantes do terminal informaram a empresa tatuiana que a carga não chegara no local. Entretanto, ao ser contatado, o motorista alegou ter efetuado a descarga.

Ainda de acordo com o BO, o motorista enviou uma foto, via WhatsApp, do tíquete de pesagem (comprovante de descarga). Contudo, representantes do TGG afirmaram que o documento possui sinais de falsidade e enviaram fotos dos veículos que entraram e saíram do local no horário em que os grãos teriam sido descarregados, sem a presença do caminhão do motorista.