‘Ecopontos’ são instalados na zona rural

Prefeitura inaugura 2 novos pontos de descarte de materiais recicláveis e orgânicos

2
Ecopontos rurais têm baias para armazenamento de material reciclável e resíduos orgânicos (foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da reportagem

Por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, a prefeitura inaugurou nesta quinta-feira, 22, dois ecopontos rurais na região do bairro Guaxingu, para descarte de materiais recicláveis e orgânicos.

De acordo com a prefeitura, o projeto “pioneiro” foi idealizado pela equipe técnica da pasta, coordenada pelo secretário José Hélio de Oliveira Júnior, visando à criação de espaços adequados para o armazenamento temporário de materiais recicláveis e não recicláveis, até o momento da coleta e da destinação ambientalmente adequada.

No decorrer desta semana, foram realizadas ações de conscientização ambiental pelos integrantes da Cooperativa de Reciclagem de Tatuí junto à população da região atendida, informando sobre a importância do ecoponto, a localização e as formas de como proceder no momento do descarte e do uso correto das estruturas construídas.

De acordo com Oliveira, a demanda pela implantação dos ecopontos nos bairros rurais surgiu devido à grande quantidade de materiais com potencial para reciclagem, além dos inservíveis (lixo orgânico) dispostos de maneira irregular em alguns pontos específicos.

O secretário explica que, com a instalação das novas estruturas, cada tipo de resíduo passa a ter um local específico para descarte. Segundo ele, a ação contribui com o meio ambiente, por evitar a contaminação do solo, poluição visual e emissão de odores.

Publicidade

Além disso, destaca que os ecopontos também trazem benefícios ligados à saúde pública. “O espaço limpo e organizado coíbe a presença de bichos e animais peçonhentos, além de favorecer visual e esteticamente a zona rural com estruturas organizadas para disposição de resíduos sólidos”, completou o secretário.

Conforme Oliveira, os ecopontos rurais são compostos por três baias, sendo uma destinada ao armazenamento de material reciclável (papel, papelão, vidro e plástico) e duas aos resíduos não recicláveis (lixo orgânico).

“Vale ressaltar que, nestes pontos, não é permitido descarte de resíduos da construção civil (entulhos de obras) e resíduos volumosos (móveis, colchões, sofás etc.), sendo que, para este tipo de resíduo, a destinação deve ser feita por meio de contratação de caçamba particular, a qual dará o encaminhamento correto”, salienta o secretário.

Ele lembra que os ecopontos localizados nos bairros Jardim Rosa Garcia II e Jardins de Tatuí são alternativas para destinação ambientalmente adequada destes tipos de resíduos em pequenas quantidades, sendo aceito o volume máximo de um metro cúbico por pessoa.

Os dois ecopontos, destinados a descarte de entulhos, funcionam todos os dias da semana, das 7h às 18h, sendo que, aos sábados e domingos, permanecem fechados das 12h30 às 13h30, para almoço.

O ecoponto do bairro Jardins de Tatuí está situado na rua Flávia de Oliveira, próximo ao 107, e recebe madeiras, entulhos e materiais recicláveis. Já o do Rosa Garcia II está localizado na rua Victória dos Santos Gomes, sem número, e recebe sofás, colchões, madeiras, entulhos, eletrônicos (desde que não estejam abertos), pneus e recicláveis.

Segundo o secretário, a construção de novos ecopontos rurais em outras regiões de Tatuí está sendo projetada pelo Departamento Municipal de Meio Ambiente para os próximos semestres, “com o intuito de expandir este projeto para uma parcela maior da população rural”.

Os dois ecopontos do bairro Guaxingu estão localizados na estrada Tatuí-Iperó. Um deles fica próximo ao quilômetro três, ao lado do primeiro ponto de ônibus no sentido Iperó. Já o outro fica a 200 metros da escola municipal do bairro, também no sentido à Iperó.

Publicidade