‘Devo continuar o trabalho da prefeita Maria José’

Afirmação é do prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior

1
Prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior fala dos planos para a gestão (foto: Diléa Silva)
Publicidade
Da reportagem

O professor Miguel Lopes Cardoso Júnior (MDB) completou 15 dias à frente do Poder Executivo tatuiano nesta semana e, em entrevista a O Progresso, disse que não deve fazer grandes mudanças na administração.

Ele visitou a redação do jornal na manhã de quarta-feira, 25, acompanhado do chefe de gabinete Christian Pereira de Camargo e, à reportagem, falou sobre os primeiros dias como prefeito, além dos projetos para os próximos anos de mandato.

Cardoso Júnior tomou posse como prefeito de Tatuí na tarde de 9 de agosto, em cerimônia na Casa Legislativa, após o falecimento da então prefeita Maria José Vieira de Camargo.

Contudo, ele já estava atuando no cargo desde o dia 5 de agosto, quando Maria José precisou pedir afastamento para tratar de um câncer no abdômen.

O novo prefeito é natural de Tatuí, tem 51 anos, é casado com Regiane e pai de dois filhos: Emanuel e Israel. É formado em educação física há 32 anos, com especialização em treinamento desportivo e psicopedagogia.

Publicidade

Na carreira docente, Cardoso Júnior lecionou em escolas públicas e particulares. Além disso, é funcionário público municipal concursado, atuou como professor coordenador do PAF (Programa Atlético do Futuro) do Sesi Tatuí, entre 1992 e 2009, e foi coordenador pedagógico e professor do Colégio Anglo Tatuí, entre 2009 e 2013.

Na carreira pública, foi secretário municipal de esportes entre 2013 e 2016.  Em 2017, elegeu-se vereador para o mandato 2017/2020 e assumiu a Secretaria da Educação na primeira gestão da prefeita Maria José (de 2019 a 2020).

No ano passado, foi eleito vice-prefeito, ao lado de Maria José, e, em janeiro deste ano, voltou a ocupar o cargo de secretário da Educação, até agosto, quando assumiu o cargo de prefeito interino.

“A esperança era de que a prefeita se recuperasse e voltasse a comandar a prefeitura. Ela estava a todo tempo em nossas orações, e acredito que a cidade inteira estava na torcida para que ela se recuperasse. Com o falecimento dela, vivemos momentos de muita tristeza”, disse o prefeito, descrevendo os primeiros dias à frente do Executivo.

Segundo ele, os primeiros momentos após a posse como prefeito foram de luto. As primeiras ações ocorreram a partir do dia 16 de agosto, quando reuniu os secretários municipais no paço e falou da forma como pretende seguir com a gestão.

“Procurei respeitar o luto: tivemos uma semana de trabalho interno e só a partir daí fiz minha primeira reunião com os secretários. Além de falar da minha forma de gestão, também frisei o quanto eles são importantes e o quanto precisamos estar todos juntos neste momento”, contou.

No mesmo dia, Cardoso Júnior se reuniu com representantes de entidades assistenciais, secretários, diretores de departamentos e de clubes de serviços e, à noite, participou de sessão na Câmara Municipal, onde propôs relação amistosa com os vereadores.

“Nestas reuniões, pude pedir união. Tenho minha forma de administrar, gosto de agregar as pessoas e quero que todos os segmentos se voltem em um objetivo: conduzir a nossa cidade da melhor forma possível”, afirmou o prefeito.

Ele ressaltou que diferenças políticas existem e fazem parte da democracia, contudo, garantiu que a intenção é discutir ideias com respeito. “Quero ouvir todas as propostas e dar espaço para todos que tenham interesse em trazer melhorias para a população”, acentuou.

Já na segunda semana como chefe do Executivo, Cardoso Júnior participou de duas inaugurações. A primeira foi na cerimônia que marcou a abertura do CIR (Centro Integrado de Reabilitação) de Tatuí, na segunda-feira, 23.

O equipamento concentra os atendimentos neurológicos, serviço de tecnologia assistiva, oficina de cadeira de rodas e governança, apresentando nova infraestrutura e metodologia de trabalho com protocolos de atendimento diferenciados.

O espaço conta com diversos profissionais da Saúde e atende recém-nascidos de risco ou com deficiência estabelecida e pessoas com deficiência física intelectual, auditiva, visual e múltipla (temporária ou permanente), além de transtorno de espectro autista (TEA), sem restrição de faixa etária.

No local, a população tem à disposição – mediante encaminhamento médico da rede municipal da saúde – serviços de intervenção e estimulação precoce, habilitação e reabilitação, atendimento médico, serviço de tecnologia assistiva com produtos assistivos e coleta e compilação de dados para formulação de políticas públicas voltadas para a pessoa com deficiência.

“O CIR está em uma área nobre da cidade, que vai oferecer um serviço muito importante para o município, unindo diversas especialidades em um único lugar. É um avanço muito grande e um ganho imensurável”, destacou o prefeito.

O espaço unifica o Departamento Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida; Banco de Empréstimo e Reparos de Produtos Assistivos; Centro de Estimulação Precoce, Adaptação e Reabilitação (Cepcar); e pacientes neurológicos que anteriormente eram atendidos pelo Centro Municipal de Fisioterapia.

Além disso, o CIR concentra os especialistas que estão fragmentados na rede (terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos em outras unidades) e a “Sala de Governança”, para compilação de dados e estatísticos dos serviços existentes (saúde, assistência social, educação etc.).

(foto: AI Prefeitura)

A segunda inauguração oficial da qual Cardoso Júnior participou foi a da nova base descentralizada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Tatuí, com sede na vila Dr. Laurindo, ocorrida na tarde de terça-feira, 24 (reportagem nesta edição).

“O Samu tinha um espaço que estava pequeno em diversos aspectos, pelo número de atendimentos, pela quantidade de viaturas, pela comodidade dos nossos funcionários. A nova base vem trazer um local melhor, mais espaço, comodidade e melhores condições de trabalho”, reforçou Cardoso Júnior.

“As duas obras são fruto do trabalho da prefeita, que teve um olhar voltado a trazer melhorias, dignidade e respeito aos profissionais”, acrescentou o prefeito.

Segundo ele, novas inaugurações devem ocorrer até o final do ano. Para o próximo mês, uma das cerimônias marcará a abertura oficial do novo paço municipal, na avenida Domingos Bassi, 1.000, Jardim Junqueira. O evento deve ocorrer no dia 8 de setembro.

O ato solene, que ocorreria no dia 11 de agosto, em comemoração ao 195º aniversário de Tatuí, foi suspenso em virtude do luto oficial do município e, agora, será inaugurado com o nome de Paço Municipal Prefeita “Maria José Gonzaga”.

Um projeto de lei com esse objetivo, de autoria de João Éder Alves Miguel (MDB), assinado por outros oito vereadores e protocolado na Câmara, será votado nas próximas sessões.

A sede administrativa do Executivo funcionou por mais de 40 anos no edifício “Professora Carolina Ribeiro”, na avenida das Mangueiras, e, agora, ganha um espaço novo, mais amplo e com acessibilidade.

Também no mês de setembro, conforme adiantado pelo prefeito, a Secretaria de Educação, irá inaugurar mais uma creche para atender a população da região do Jardim Santa Rita de Cássia, a Emei “Maria Tereza Vieira de Campos Badin”.

A unidade escolar atenderá 50 crianças, de zero a três anos de idade, divididas em turmas de berçário I e II e de maternal I e II, em uma área de 657,17 metros quadrados, localizada no prédio que anteriormente abrigava o Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

A creche funcionará de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 18h, e terá cinco salas amplas: berçário I, berçário II, maternal I, maternal II e sala de brinquedos; além de um refeitório e um amplo espaço com parque e área verde para diversas atividades ao ar livre.

A equipe que trabalhará na escola será composta por diretora, assistente, monitores, auxiliares de limpeza e merendeiras.

“Para os próximos meses, também teremos a inauguração do Caps-AD e da clínica-escola, dois projetos importantes, também com obras da prefeita Maria José, que vamos entregar para a população”, antecipou o prefeito.

Cardoso Júnior salientou que, para os próximos anos, o planejamento é continuar “plantando boas sementes” e reiterou: “A nossa prefeita deixou a nossa terra revolva e não tenho dúvidas de que toda a semente que lançarmos nesta terra vai geminar”.

“Cabe a nós escolher as boas sementes, e nós vamos trabalhar no sentido de dar sequência àquilo que a prefeita estava fazendo e sempre buscando: o crescimento da cidade e tentando melhorar cada vez mais todos os setores”, completou o chefe do Executivo.

Publicidade