Credenciamento para funcionamento de Centro de Hemodiálise é cobrado

Legislativo volta a pedir liberação para realização de tratamentos em Tatuí

Reunião da semana tem mais de cem documentos aprovados (foto: Eduardo Domingues)
Da reportagem

Prestes a completar sete anos do lançamento da pedra fundamental, no final deste mês, o centro de hemodiálise no Jardim Thomaz Guedes ainda não pôde iniciar os atendimentos. Nesta semana, o presidente da Casa de Leis, Antonio Marcos de Abreu (PSDB), voltou a solicitar o credenciamento da unidade.

Aprovado durante sessão ordinária na Câmara Municipal, segunda-feira, 13, o requerimento 1.716/22 pede que a prefeitura informe se existe uma tratativa junto ao governo estadual para que se inicie o serviço de hemodiálise no município.

O documento apresentado por Abreu ainda questiona o prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior se o credenciamento da unidade tatuiana já foi discutido junto à DRS (Divisão Regional de Saúde) de Sorocaba.

Desde o lançamento da pedra fundamental, em junho de 2014, diversas etapas foram concluídas em menos de dois anos, incluindo todo o serviço de terraplanagem, execução de base, muro de arrimo, drenagem, perfuração de brocas e armação, construção de galerias pluviais e aplicação de vigas baldrame, assim como a instalação da caixa d´água.

A área do terreno é de 5.100 metros quadrados, com o total construído de 1.400 metros quadrados, localizado na rua Ari Gonçalves da Rocha, 100. O empreendimento é de responsabilidade do médico nefrologista Alcir Veiler Ferrari.

O centro de hemodiálise conta com vestiário masculino e feminino, copa, sala conforto para funcionários, almoxarifado, sala multiuso para pacientes, cantina, cozinha, sala de espera, sala de consulta, sala de enfermagem, sala de assistente social, sala de emergência, sala de conforto para médicos, sala de esterilização, sala química, sala de hemodiálise branca e posto de enfermagem.

Conforme o projeto inicial, ao todo, devem ser instaladas 30 máquinas para hemodiálise, as quais, nos primeiros seis meses, deveriam atender 60 pacientes por dia. No final do primeiro ano de atividade, a previsão é de que a capacidade seja duplicada para 120 atendimentos diários.

Entretanto, há mais de dois anos parlamentares das legislaturas atual e anterior solicitam liberações e licenças da Secretaria Estadual de Saúde e da DRS para as sessões aos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

Abreu informou que, em agosto de 2019, participou de uma reunião na DRS na qual a diretoria assegurou que avaliaria a possibilidade de credenciamento junto ao governo estadual. Na ocasião, segundo ele, a DRS desejava que o centro funcionasse, no mínimo, por seis meses para que avaliassem o credenciamento.

Em março deste ano, Abreu apresentou uma série de documentos da unidade de saúde ao secretário estadual da área, Jean Gorinchteyn, em São Paulo. Na oportunidade, responsáveis técnicos da pasta estadual também participaram da reunião para verificarem a possibilidade de credenciamento.

No entanto, de acordo com o presidente da Câmara Municipal, é necessário que o credenciamento seja adiantado, sem o funcionamento prévio da unidade por seis meses. “O proprietário não tem condições de manter o centro se não houver o credenciamento pelo SUS”, explicou Abreu.

O vereador afirmou que já protocolara uma solicitação ao Parlamento Regional Metropolitano de Sorocaba, Itapetininga e Tatuí (do qual ele é vice-presidente), pedindo apoio para que a unidade possa começar a funcionar.

Abreu ainda afirmou que, em abril, ele e outros parlamentares se reuniram com Cardoso e Ferrari. Segundo ele, “o prefeito, imediatamente, se prontificou a lutar junto ao governo estadual para conseguir o credenciamento o mais rápido possível”.

“Vendo a necessidade da população que precisa de um centro de hemodiálise no município, o prefeito se comprometeu a conversar com o governador Rodrigo Garcia. O prefeito está empenhado e vamos aguardar uma resposta”, completou Abreu.

Na reunião parlamentar da semana, os vereadores apreciaram, debateram e aprovaram mais de cem matérias, sendo 11 indicações, 85 requerimentos e 7 moções, sendo 6 de aplausos e congratulações e 1 de apoio.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome