Creche entregue atende 20% da demanda

306
Publicidade





Cristiano Mota

Familiares do homenageado, o prefeito Manu, a secretária da Educação, vereadores e Ana Paula descerraram placa inaugural de prédio

 

Com bênçãos do padre Edvilson de Godoy, da Igreja Sagrada Família, e presença de familiares do patrono, a Prefeitura inaugurou a Creche Municipal “Professor Vicente de Camargo Barros”. A apresentação ao público da quarta unidade entregue pela atual administração aconteceu na manhã de sábado, 20.

O evento contou com presença do prefeito José Manoel Correa Coelho, da primeira-dama, Ana Paula Cury Fiuza Coelho, da secretária municipal da Educação, Cultura e Turismo, Ângela Sartori, e da vereadora Rosana Nochele Pontes, autora do projeto de denominação. Também compareceram familiares do homenageado, professores municipais e servidores.

Publicidade

Localizada na avenida Cônego João Clímaco de Camargo (Avenida das Mangueiras), 81, a creche tem 500 metros quadrados de área construída. Possui espaço administrativo e de leitura, área com “playground”, brinquedoteca e quatro salas – estrutura que atende 20% da demanda atual de vagas.

A unidade custou R$ 1,4 milhão e beneficiará 110 crianças, das 550 que precisam ser contempladas com vagas, conforme acordo firmado pela Prefeitura junto ao MP (Ministério Público). Ela funciona em imóvel adquirido pelo Executivo e representa uma primeira fase do projeto da Educação.

Na segunda etapa, a Prefeitura pretende construir uma pré-escola dotada de laboratório de informática. O projeto divulgado pelo prefeito está sendo analisado.

A creche prioriza o atendimento às crianças com idades entre quatro meses e três anos. Conforme explicou a titular da Educação, a unidade é parte de “inúmeros investimentos que têm sido feitos pelo prefeito”.

“Ele (Manu) é companheiro, é dedicado. O prefeito sempre se empenha em tudo o que eu peço. E eu peço bastante. Ele sempre faz questão de caminhar junto com a gente”, destacou a secretária.

Ângela iniciou pronunciamento destacando a presença dos familiares de Vicente de Camargo Barros e “as oportunidades dadas pelo prefeito”. Também ressaltou o trabalho da equipe da Educação que preparou a unidade para inauguração.

“Sem ela (a equipe), eu não sou nada. Passei ontem (sexta-feira, 19) e vi o pessoal limpando, terminando para que pudéssemos fazer essa inauguração. Quero agradecer a cada um de vocês, que sempre estão comigo”, destacou a secretária.

Também no discurso, ela cumprimentou equipe que atua na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “João Florêncio”, com a qual trabalhou no início da carreira. Na unidade, Ângela conheceu o atual patrono da creche.

“Quando eu entrei ali, era uma família. É uma alegria imensa revê-los”, disse ela, referindo-se a parte dos professores e funcionários que trabalhou com o professor.

Ângela ingressou na unidade concursada pelo Estado como inspetora de alunos, integrando equipe comandada por Vicente de Camargo Barros.

“Ele me ensinou muito mais do que eu sei hoje. Muito do meu profissional, eu devo ao ‘seu’ Vicente. Lá eu tive um professor, um chefe e um pai”, contou a secretária.

O patrono nasceu em 24 de abril de 1940, em Cesário Lange. Casou-se com Maria Neusa Miranda de Camargo, com quem teve os filhos: Flávia, Flávio Antonio, Luiz Vicente e Gilberto.

Camargo Barros iniciou os estudos em escola estadual na cidade de Cesário Lange. Depois, cursou mecânica na Escola Técnica “Salles Gomes”. Formou-se em pedagogia e, na sequência, fez mestrado em matemática, tornando-se professor na “Salles Gomes” e na Escola Estadual “Chico Pereira”.

Aposentou-se como diretor da “João Florêncio”, após 35 anos dedicados à Educação. Pertenceu ao grupo dos Vicentinos e, também, ao MFC (Movimento Familiar Cristão). O educador faleceu no dia 17 de janeiro deste ano.

Na inauguração, Ângela destacou o papel do professor e afirmou que a homenagem é uma forma de retribuição ao trabalho dedicado por ele à área da Educação. “Isso é o mínimo que nós podemos fazer”, comentou a secretária.

Para ela, a homenagem faz jus à figura do educador, uma vez que o eterniza num trabalho voltado à formação de crianças. “Vamos receber as joias mais raras, que são as crianças. Vocês, pais, tenham certeza que, aqui, nós temos uma equipe preparada não só com profissional, mas com amor”, emendou.

Ângela também declarou que Manu “tem os olhos voltados para a Educação”. Conforme ela, ao entregar a creche construída em imóvel adquirido pelo Executivo, o prefeito “dá condições melhores para formação de cidadãos”.

Convidado a falar, o filho do homenageado, Luiz Vicente de Camargo Barros, afirmou que a família estava muito honrada pela homenagem ao patriarca. Também elogiou a preocupação da administração com investimento na educação de base para crianças, citando a iniciativa como louvável.

“Sabemos a importância da responsabilidade nessa fase especial da vida. Estamos felizes em saber que nosso pai se mostrou um exemplo não só para seus familiares, mas para todos que os conheceram”, destacou Luiz Vicente.

Além do discurso, a família fez entrega de um crucifixo para fixação na unidade, repassado à secretária da Educação. Ângela retribuiu o gesto, cedendo flores para a viúva do professor, Maria Neusa Miranda de Camargo.

Autora do projeto de denominação, a vereadora Rosana também discursou. Ela destacou o trabalho do homenageado na Educação e afirmou entender a emoção dos familiares. O pai da parlamentar havia falecido uma semana antes da inauguração da unidade, no sábado, 13.

“Com grande satisfação que participo da inauguração desta creche e pude homenagear o ilustre professor, exemplo de esposo, pai, professor e diretor”, citou.

A nova unidade incorporada ao equipamento de Educação da Prefeitura funciona das 7h às 19h. Conforme o prefeito, ela é fruto de trabalho que contou com “apoio e empenho de vereadores da base e um desafio assumido pela gestão”.

Ex-aluno do homenageado, Manu disse que a denominação eterniza o trabalho do educador. Também falou que a nova creche é “um belíssimo equipamento”, viabilizado a partir de “cuidado com o dinheiro público”.

No discurso, o prefeito afirmou que “a Educação tem melhorado muito em Tatuí”. Ele declarou que o Executivo tem feito investimentos dentro das escolas, creches e pré-escolas.

Citou que a unidade é a quarta entregue pela administração em um prazo de um ano e meio e que o governo municipal está realizando “um trabalho muito intenso”, que culminou na inauguração da creche.

A unidade funciona em uma residência adaptada e adquirida pela Prefeitura pelo valor de R$ 1,1 milhão. O Executivo investiu mais R$ 300 mil para “revitalizar” o imóvel e transformar os ambientes em espaços apropriados para receber as crianças. As obras ficaram a cargo de funcionários municipais, num primeiro momento, e de empresa terceirizada, num segundo.

“Ela se iniciou como obra própria da Prefeitura e encerrou-se com uma empresa, devido ao tempo”, disse Manu, sobre o processo de readequação do imóvel.

O prefeito também citou a aquisição de um prédio para abrigar a Secretaria Municipal da Educação, conforme notícia antecipada por O Progresso no ano passado. O local vai abrigar a secretaria, dois almoxarifados e o Nate (Núcleo de Atendimento Terapêutico Educacional), contando, ainda, com uma garagem.

Com o prédio, a Prefeitura deve economizar, aproximadamente, R$ 20 mil por mês. Esse é o valor somado dos alugueis dos imóveis ocupados pelos quatro setores.

“Vamos eliminar todas essas locações e abrigar em prédio próprio. Na economia de quatro anos de locação, nós pagamos aquele prédio que é um bem público municipal”, enfatizou o prefeito.

Mais investimentos

Na cerimônia de inauguração da creche, o prefeito anunciou outros investimentos na área da Educação. Dois contemplarão moradores da região do Jardim Santa Rita de Cássia, sendo uma creche e uma escola estadual.

A primeira unidade tem valor estimado em R$ 1,4 milhão, em área no bairro Tanquinho. O objetivo da unidade é reduzir a demanda por vagas em creche e cumprir um TAC (termo de ajustamento de conduta) proposto pelo MP ao Executivo.

O termo é resultado de inquérito aberto em 2010 sobre falta de vagas. Conforme o prefeito, ele estabelece que o município deve abrir, no período de um ano e meio, 550 novas vagas, das quais 110 foram entregues no sábado, 20.

Manu também citou investimentos feitos pela Prefeitura na implantação de laboratórios de informática. Conforme ele, o município realiza trabalho inédito, com destinação de computadores para uso de crianças em pré-escolas.

Segundo ele, os equipamentos elevam a qualidade do ensino e geram reconhecimento por parte dos pais. Manu citou, no evento, mensagem repassada por pais de dois alunos transferidos da escola do Sesi (Serviço Social da Indústria) para a Emef “Eugênio Santos”. “A mensagem diz que não perdemos em nada em qualidade e padrão de excelência”, falou.

O prefeito disse, ainda, que o Executivo tem dado atenção especial no tocante à qualidade dos materiais cedidos ao alunado. De acordo com ele, o material entregue pela Prefeitura é “muito superior ao de alunos de escolas particulares”. “O aluno de particular tem ciúmes do nosso, de escola pública”, afirmou.

Por fim, Manu disse que houve atraso na inauguração da creche por conta de “manobra atribuída a vereadores de oposição”. A unidade tinha data de entrega prevista para agosto, durante as comemorações de 187 anos do município.

Segundo ele, a solenidade precisou ser alterada por conta de atraso de mais de 90 dias na votação do projeto de denominação da unidade. O prefeito afirmou que não pôde realizar o evento porque não poderia inscrever a creche junto ao governo estadual. “Não iríamos receber recurso para mantê-la”, citou.

O prefeito criticou a postura de vereadores de oposição, os quais, segundo ele, “não pensam em Tatuí”. “Tem que pensar na cidade. Amanhã ou depois, não estarei sentado lá, vai ser outro, e, assim sucessivamente. Mas, o tempo que eu ficar, vou pensar 24 horas na cidade que eu amo e não canso de trabalhar”, finalizou.

Após os discursos, Manu fez plantio de muda de árvore, o descerramento da placa e da fita inaugural da creche. O prefeito esteve acompanhado de vereadores, da primeira-dama e presidente do Fundo Social e familiares de Camargo Barros.


Publicidade