Cooperativismo beneficia comunidades com ações sociais há quase 1 século 

451

Há 96 anos, o Dia Internacional do Cooperativismo é comemorado no primeiro sábado de julho. Como forma de também festejar e ressaltar a essência do cooperativismo, impressa em sete princípios, a Coop distribuirá aos seus clientes neste sábado, 6, um cooperômetro – um brinde simples, mas que traz dicas de ações que podem ser feitas para contribuir com um mundo melhor.

Além disso, durante todo este mês, a cooperativa divulgará uma ampla campanha de histórias de cooperados que tiveram suas vidas impactadas positivamente por esse modelo de negócio com viés fortemente social. As veiculações acontecerão nas redes sociais e nas salas de cinema.

De acordo com Luciana Benteo, coordenadora das ações de Responsabilidade Social, a proposta é mostrar que a Coop, assim como outras cooperativas, não entrega apenas produtos e serviços de qualidade, mas carrega em seu DNA o compromisso social de contribuir para o desenvolvimento sustentável das comunidades onde está inserida.

“É a prática do sétimo princípio cooperativista, seguido à risca pela Coop em seus quase 65 anos de fundação”, explica Luciana.

Entre os exemplos dessas ações, está o auxílio às entidades assistenciais que, por meio de verba anual liberada pelos cooperados em assembleia, a Coop beneficia projetos de melhorias nas instituições beneficentes nas cidades onde atua. Desde 2012, quando o programa foi lançado, 258 entidades foram contempladas com verba de aproximadamente R$ 5 milhões.

Outro programa desenvolvido é o Ciclo de Palestras, que consiste na realização de cursos e palestras gratuitos para a comunidade.

Nas oficinas de artesanato e culinária, os participantes têm a oportunidade de transformar o aprendizado em uma fonte de renda. Em 18 anos, o projeto já disponibilizou mais de meio milhão de vagas.

Na área de educação, é realizado o projeto Escola vai à Coop. Desde 2002, a Cooperativa recebe em suas lojas alunos de escolas públicas e particulares, e, durante as visitas, os monitores abordam temas importantes, como consumo consciente, responsabilidade ambiental e cooperativismo. Cerca de 400 mil estudantes já foram impactados com a ação.

Criada há sete anos, a Blitz da Saúde é um programa que circula pelas lojas e drogarias, oferecendo gratuitamente aferição da pressão arterial, medição do índice glicêmico e de massa corpórea. Até dezembro de 2018, cerca de 180 mil atendimentos foram realizados nas mais de 2.000 visitas.

Seguindo nessa linha, a Coop também realiza o programa Saúde e Qualidade de Vida, por meio de atividades físicas no estacionamento das lojas, supervisionadas por educadores físicos.

Por meio de parcerias com o Banco de Alimentos e Mesa Brasil em algumas cidades, a Coop ainda doa gêneros considerados inadequados para a venda, porém, em condições perfeitas de consumo. Após a análise, os parceiros repassam os produtos para as entidades cadastradas no programa.