Compra de mais três respiradores abrirá novos leitos na Santa Casa

103
Aparelhos serão utilizados na UTI do hospital, que atende pacientes de Tatuí e região (Foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da reportagem

A Santa Casa de Misericórdia de Tatuí adquiriu, nesta semana, três novos respiradores pulmonares para auxiliar no tratamento dos pacientes internados com Covid-19 ou suspeita da doença.

A assessoria de comunicação da prefeitura informa que o investimento nos novos aparelhos foi de R$ 226 mil, sendo R$ 126 mil oriundos de recursos próprios e R$ 100 mil de doação do Poder Judiciário (Vara do Juizado Especial Cível e Criminal, a partir de decisão do juiz Marcelo Nalesso Salmaso).

A O Progresso, a prefeita Maria José Vieira de Camargo informou que os aparelhos estão montados, esterilizados e prontos para serem utilizados na unidade de terapia intensiva do hospital público.

“Esses três respiradores vão dar o suporte que precisamos”, disse a prefeita, acrescentando ter ainda retaguarda do Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” (que conta com cinco leitos de suporte ventilário), além da UPA (unidade de pronto atendimento).

Ao longo desta semana, a UTI da Santa Casa chegou a ter 100% dos leitos para Covid-19 ocupados. Nos últimos dias, pacientes dos municípios de Cerquilho, Itapetininga e Cesário Lange chegaram a ser atendidos na UTI do hospital tatuiano.

Publicidade

“Durante esta semana, sentimos um aumento considerável nos casos de pacientes infectados, principalmente na UTI. Isso muito nos preocupa, e estamos buscando meios para poder atender toda a população”, completou a prefeita.

Maria José também agradeceu a parceria com o Poder Judiciário “e a prioridade dada na soma de esforços no combate à pandemia e a salvar vidas”, e reiterou que a população precisa seguir os protocolos sanitários no enfrentamento à pandemia.

“Usar máscaras, lavar as mãos constantemente, evitar aglomerações e usar frequentemente o álcool em gel ainda são as melhores medidas de prevenção à doença”, destacou a chefe do Executivo.

Com os novos aparelhos, a Saúde municipal soma 45 respiradores, sendo que 25 foram recebidos por meio de doações, no período da pandemia do novo coronavírus – dez do governo do estado, dez do Ministério da Saúde e cinco por meio de parceria entre a Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo) e o governo do estado.

Segundo a secretária da Saúde, Tirza Luiza de Melo Meira Martins, cada aparelho representa um leito público de UTI disponível na cidade. Entre estes, dez são mantidos na unidade de terapia intensiva destinada à Covid-19, outros oito em UTI para outros tipos de doença, nove no PS e 13 permanecem de suporte.

Mesmo reservando uma área da unidade de terapia intensiva para pacientes confirmados e com suspeita de Covid-19, a secretária reforçou ser possível remanejar os aparelhos de uma ala para outra, em caso de necessidade.

Publicidade