Casos positivos e óbitos por Covid apresentam queda nas últimas 96h

Número de mortes reduziu 60% e de moradores infectados caiu 5,63%

117
Publicidade
Da redação

Após duas semanas consecutivas com recordes negativos de mortes confirmadas em decorrência da Covid-19 no município, nesta terça-feira, 20, a Secretaria Municipal de Saúde informou reduções tanto no número de óbitos quanto de novos casos da doença nos quatro dias mais recentes.

Nas últimas 96 horas, período entre o sábado, 17, e a terça-feira, 20, a pasta da Saúde notificou oito falecimentos provocados pelo novo coronavírus. Os dados são de relatórios atualizados diariamente pela Vigilância Epidemiológica.

Em comparação com o mesmo intervalo de tempo de início da semana anterior, entre os dias 10 e 13 – o começo de semana mais letal da doença desde o início da pandemia, em março de 2020 -, quando foram notificadas 20 mortes, a redução no atual período é de 60%.

Até sexta-feira da semana passada, 16, a cidade somava 244 vítimas fatais do coronavírus, com a doença matando mais homens que mulheres. Ao todo, 111 mulheres (81 na faixa dos 60 anos e 30 entre 29 e 59 anos) e 133 homens (98 acima dos 60 anos e 35 entre 29 e 59 anos) haviam falecido.

Entre os óbitos confirmados, na manhã de sábado, 17, o órgão municipal informou o falecimento de um homem de 70 anos, ocorrido no dia anterior, às 17h, durante internação na Santa Casa de Misericórdia.

Publicidade

No boletim de segunda-feira, 19, a VE notificou três mortes, sendo duas na unidade de terapia intensiva do hospital público, no dia anterior: um paciente de 46 anos, falecido às 10h58, e um homem de 48 anos, às 16h59. A outra vítima fatal é um idoso de 80 anos, que faleceu à 0h, na emergência do Pronto-Socorro Municipal.

Os falecimentos mais recentes foram informados nesta terça-feira, 20. Uma das quatro mortes é de um homem de 55 anos, falecido no domingo, 18, às 22h, na UTI do hospital particular.

Os outros três óbitos aconteceram na segunda-feira, 19, sendo um homem de 71 anos,que morreu, às 11h18, na emergência do Pronto-Socorro Municipal, e duas mulheres falecidas na UTI da Santa Casa: uma de 70 anos, às 19h30, e a outra, de 62 anos, às 22h25.

Com as novas mortes comunicadas, até esta terça-feira, Tatuí havia contabilizado 252 vítimas fatais do novo coronavírus, sendo 113 mulheres (83 na faixa dos 60 anos e 30 entre 29 e 59 anos) e 139 homens (101 acima dos 60 anos e 38 entre 29 e 59 anos).

Os números representam taxa de 2,44% de letalidade – índice calculado pelo número de óbitos em comparação à quantidade total de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Simultaneamente, a curva de contaminações da Covid-19 caiu 5,63% no mesmo período. No período, a pasta confirmou, por meio de exames laboratoriais, mais 201 novos casos da doença. No início da semana anterior (entre os dias 10 e 13), foram 213exames positivos.

Com o balanço, a média de diagnósticos, entre sábado e terça-feira, ficou em 50,25 infectados por dia e 2,09 por hora. No período, o município registrou 612 novas notificações da doença, confirmou 201 e descartou 491 casos suspeitos.

Até a sexta-feira da semana passada, 16, Tatuí possuía39.850 notificações, sendo nove casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 29.921 descartes e 9.920 confirmações.

No sábado, 17, além do óbito, a VE confirmou 83 novos casos positivos, além de 234 suspeitas e 154 descartes. No relatório do dia seguinte, foram informados mais 43 exames positivos, 143 suspeitos e 100 descartados.

Na manhã de segunda-feira, 20, além das mortes, o órgão municipal notificou 31 novos casos da doença, 122 suspeitas e 92 descartes. E na terça-feira, a VE afirmou ter registrado 45 casos positivos, 183 suspeitos e 145 descartados, além dos falecimentos.

De acordo com o boletim epidemiológico mais recente, divulgado por volta das 10h desta terça, a cidade havia registrado 41.313 notificações, sendo quatro casos suspeitos, 30.979 descartados e 10.330 confirmados.

Dos confirmados, 9.814 pacientes já estavam recuperados (95%) e 264 ainda permaneciam em tratamento. Desses, 78 estavam sob cuidados em hospitais e 186 se tratavam em isolamento domiciliar. Entre os casos suspeitos, dois seguiam em tratamento em hospitais e dois em casa.

Como agravante, a ocupação dos leitos da unidade de terapia intensiva, destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19 ou suspeita da doença, mantinha-se com lotação acima de 100% desde o dia 3 de março – ou seja, por 49 dias consecutivos.

Conforme a pasta da Saúde, a situação era a mesma na ala clínica reservada aos pacientes da Covid-19. No espaço, os leitos estavam com lotação máxima desde o dia 12 de março – por 40 dias seguidos.

O órgão afirma que a Santa Casa tem capacidade para dez leitos de UTI, no entanto, devido à ampliação de vagas, estavam internados 17 pacientes com Covid-19 na UTI, com taxa de ocupação de 170%.

A VE ainda informa que os leitos clínicos para tratamento de Covid-19 no hospital público comportam 22 pacientes. Porém, em virtude da ampliação de leitos, estavam internados 44 pacientes, culminando em taxa de ocupação de 200%.

No hospital particular, estavam internados 19 pacientes, sendo 11 na UTI, com quadros que inspiravam cuidados, e oito no isolamento, com quadros estáveis.

Vacinação em Tatuí

O órgão da Secretaria de Saúde ainda informou ter aplicado, até às 9h de terça-feira, 20, 23.639 doses das vacinas Coronavac e da Oxford/AstraZeneca, das quais 16.046 são referentes à primeira dose e 7.596, à segunda.

Nesta terça, a VE iniciou a vacinação de moradores com 65 anos completos e a aplicação da segunda dose aos idosos a partir de 70 anos. Os imunizantes são aplicados, inclusive, em sistema drive-thru, somente na UBS “Dr. Aniz Boneder”, centro, das 8h às 16h.

Publicidade