Casos de dengue apontam média de 3 contaminações a cada 10 minutos

Tatuí registra 3.225 infecções em 7 dias e acumula 13.375 casos da doença

151
Para contribuir com a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, a prefeitura e a Defesa Civil promoveram novamente a “Operação Limpeza Cata-Treco”
Publicidade
Da redação

Tatuí segue acumulando novos casos dengue a cada semana. O novo boletim da Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado nesta sexta-feira, 9, com dados referentes à quinta-feira, 8, apontou um aumento de 3.225 casos da doença, em uma semana.

Até sexta-feira da semana passada, 2, o município havia somado 10.150 casos da doença. Já nesta sexta-feira, 9, a VE informou ter totalizado 13.375 exames positivos para a doença, o que representa um aumento de 31,77% nos casos em sete dias.

Com dados referentes aos dias anteriores, o relatório publicado na manhã de sábado, 3, informou o registro de 182 infecções. Sem contabilizar casos no domingo, 4, o boletim voltou a ser atualizado na terça-feira, 6, indicando mais 897 moradores contaminados.

No dia seguinte, o órgão municipal notificou 761 exames positivos para a doença e, na quinta-feira, 8, contabilizou mais 806 casos. Já nesta sexta-feira, 9, o número de infecções registradas era de 579.

Desta forma, a média diária de casos confirmados no período foi de 460,71. Este número é equivalente a cerca de 19 novos casos de dengue a cada hora e, consequentemente, 3,19 tatuianos infectados a cada dez minutos.

Publicidade

O alto índice de casos no município soma todos os pacientes que receberam atendimento na UPA (unidade de pronto atendimento), no hospital da Unimed e nas UBS (unidades básicas de saúde).

Conforme a VE, a maioria dos casos é autóctone (contraídos no município). Até fevereiro, os contágios ocorriam de maneira concentrada na região do Jardim Santa Rita de Cássia. Contudo, o setor informa que os casos positivos não estão mais concentrados no bairro, com registros em toda a cidade.

Este é o ano com maior número de casos autóctones da doença, na história do município e de acordo com as fichas epidemiológicas da VE, abrangendo o período de 1992 a 2021.

O índice de casos deste ano já é 4.159,55% maior que a totalidade de 2020, quando se somaram 314 infectados entre janeiro e dezembro – 765 contaminações a menos que as ocorridas na segunda-feira, 5 – o número mais alto registrado nesta semana.

Em caráter excepcional, a UBS “Dr. Aniz Boneder”, permanece aberta neste final de semana, funcionando como unidade de atendimento à dengue. A unidade realiza atendimentos, neste sábado, 10, e domingo, 11, das 8h às 17h.

Nebulização

Na semana em que o município de Tatuí atingiu mais de 13.000 casos positivos de dengue, a prefeitura informou que os trabalhos de “nebulização pesada” (fumacê) e de eliminação dos criadouros do mosquito Aedes Aegypti continuam sendo feitos.

Conforme divulgado pelo departamento de comunicação da prefeitura, na quarta-feira, 7, o trabalho foi realizado na área central do município. No dia seguinte, a nebulização aconteceu nos jardins Rosa Garcia, Lírio e Manoel de Abreu, nas vilas Menezes e Palmira, nos bairros Santa Cruz e Alto da Santa Cruz e residenciais Ypês.

Na noite desta sexta-feira, 9, ainda de acordo com o departamento de comunicação, o combate ao mosquito transmissor da doença seria realizado nos jardins Manoel de Abreu e São Paulo, na vila Doutor Laurindo e na Chácara Junqueira.

Cata-treco

Para contribuir com a eliminação de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, a prefeitura, juntamente com o Fusstat (Fundo Social de Solidariedade de Tatuí), promove a “Operação Limpeza Cata Treco”, neste sábado, das 7h às 14h, na vila Angélica, vila Cesp e nos Jardins de Tatuí, Aeroporto, Gonzaga e Juliana.

Publicidade