Brasil é oficialmente representado por equipe tatuiana de rali no ‘Sarr’

349
(foto> Cláudio Rieser/Photo-S)
Da redação

A Território Motorsport, equipe de rali com sede no município, passa a ser a representante oficial do Brasil no “South American Rally Race” (Corrida de Rali da América do Sul). A parceira com os organizadores possibilitará que equipes e pilotos brasileiros possam conhecer o evento esportivo.

O acordo foi firmado após a equipe tatuiana concluir a participação dela no “1º Sarr”. A primeira edição do South American Rally Race promoveu sete etapas na Argentina, entre os dias 5 e 14.

“A parceria com a Território Motorsport nos permitirá trazer mais pilotos e equipes brasileiras para conhecerem nossa prova e tipos de terrenos. Temos a intenção de trabalhar para o crescimento do rali na Argentina, no Brasil e em toda a América do Sul”, declarou Juan Pablo Sisterna, diretor-geral do Sarr.

Para o piloto de Tatuí Edu Piano, o objetivo é fazer com que mais pilotos possam conhecer o Sarr, “tanto que, desde o início, a equipe apostou na prova pelo roteiro e, sobretudo, pela bagagem que poderiam extrair da competição”.

“É uma satisfação fechar essa parceria. Após nossa experiência incrível, queremos possibilitar que mais competidores possam participar do evento. A prova foi fantástica pela diversidade de pisos, lugares muito difíceis para andar, mas prazerosos para pilotagem, com um roteiro que nos surpreendia todos os dias”, completou o piloto e preparador de veículos de competição.

Piano avisa que a intenção é ajudar com informações, parte burocrática, dar dicas de preparação e auxiliar com orientações gerais da prova a todos que se interessarem a disputar a segunda edição, prevista com oito etapas para os dias 3 e 13 de fevereiro de 2021.

“Independentemente de fecharem com minha equipe ou não, o objetivo maior é fazer nosso rali evoluir e expandir fronteiras. Queremos fechar um time da Território Motorsport com sete UTVs e quatro motos”, antecipou Piano.

Promovida pela AARR (Asociation Argentina de Rally Raid), a disputa da primeira edição teve mais de 200 competidores inscritos em 15 categorias. Com os argentinos sendo a maioria, o evento ainda reuniu participantes da Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Croácia, Equador, Estados Unidos, Paraguai, Peru e Uruguai.

O Brasil contou com oito competidores, sendo dois pilotos em categorias individuais e três duplas. Entre as duplas, estiveram Piano e Sólon Mendes e Rodrigo Luppi e Maykel Justo, representando a Território Motorsport.

As duas duplas participaram da categoria “T3.1”, a bordo dos veículos modelo UTVs Can-Am Maverick X3, preparados pela equipe tatuiana. Ao término das sete etapas, Luppi e Justo alcançaram a sexta colocação na classificação geral da categoria, enquanto Piano e Mendes ficam na 11ª posição.

Para atingir a melhor classificação da Território Motorsport na Argentina, Luppi e Justo venceram as duas primeiras e a última etapa do rali.

(foto: Tuco On Track)

Único da equipe tatuiana com nove participações no Rally Dakar, sendo sete edições na América do Sul e duas na África, Justo destaca a dificuldades imposta pelo roteiro aos competidores.

“Tenho uma enorme satisfação em ter participado desse evento. Com a experiência que tive do Dakar e por já ter passado por essas regiões, já esperava que seria uma disputa muita dura, mas essa prova se superou”, declarou o navegador.

Para o piloto tatuiano, “o rali é sensacional e a disputa deveria ter sido estendida por mais três dias”. Conforme Piano, o trajeto e o regulamento do Sarr são diferentes do que a equipe local está acostumada a competir no Brasil.

“Uma das diferenças é a leitura de piso, e os argentinos levaram vantagem por conhecerem a região. Para o ano que vem, voltaremos mais preparados”, assegurou o companheiro de Mendes.

Na primeira edição do Sarr, os competidores disputaram sete etapas e em um roteiro de, ao todo, 2.584 quilômetros, que já fora percorrido pelo “Rally Dakar” – quando era disputado na América do Sul. O percurso passou pelas cidades argentinas de San Juan, Valle Fertil, Chilecito, Fiambala, Belen e Santa Maria.

O Sarr foi a primeira competição da Território Motorsport em 2020. Entre os meses de março até o início de dezembro, os pilotos e navegadores da equipe tatuiana deverão participar do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country e do Campeonato Brasileiro de Rally Baja.