‘Atores em Conserva’ fazem mostra de compartilhamento

472





Divulgação

Elenco e cenógrafo realizam ensaio geral em auditório do Colégio Objetivo

 

Uma semana de muito trabalho, suor, preparação e trocas artísticas. Esta tem sido a rotina dos artistas que formam o grupo “Atores em Conserva” e que realizarão neste domingo, 3, em Tatuí, a 1a “Mostra de Compartilhamento”.

O evento começa às 14h, com intervenção realizada na Praça da Matriz. De lá, o grupo segue para o Centro Cultural, onde faz às 15h30 encenação do espetáculo “Cordel do Amor Sem Fim”. A peça é baseada na obra de Cláudia Barral.

No mesmo espaço, a mostra será encerrada com a apresentação teatral do grupo “Os Geraldos”, de Campinas. Os atores da cidade vizinha encenarão a peça “Números” e são orientadores da trupe tatuiana no projeto “Ademar Guerra”.

Os últimos preparativos para o evento aconteceram nos dias 27 e 28 de outubro. No domingo, os atores da companhia tatuiana participaram de encontro no Centro Cultural para discutir detalhes da peça. Na segunda, a partir das 19h, realizaram um ensaio geral aberto, no auditório do Colégio Objetivo.

Único selecionado de Tatuí deste ano para participar do “Ademar Guerra”, o grupo de atores do município realiza a primeira edição do evento em parceria com a Prefeitura e está em processo de montagem de “Cordel do Amor Sem Fim”.

A peça tem narração de Dimitri Souza e elenco composto por Jú Assis (Carminha), Lucas Gonzaga (José), Rose Tureck (Madalena) e Thaís Almeida (Teresa). As músicas estão a cargo de Diego Guedes (teclados) e Lala Nelly (violão e voz). A direção é de William Galvão Priante e o cenário de Jorge Colina.

A companhia de atores surgiu da iniciativa de um grupo de amigos estudantes do curso de artes cênicas (teatro adulto) do Conservatório de Tatuí. Eles se uniram com objetivo de desenvolver “um trabalho independente, focado nos moldes da instituição, e que pudesse ser apreciado por diversos públicos”.

Por meio de pesquisas, baseadas em trabalhos de autores renomados (clássicos e contemporâneos), e através de diferentes linguagens e estéticas, o grupo coloca em prática o conteúdo aprendido dentro do curso oferecido pelo CDMCC.

A companhia visa estabelecer um “movimento teatral permanente” que “pode ser levado a diversos lugares e que aborde diferentes temas”. Outro intuito é buscar um “repertório teatral que atinja a todos e satisfaça os questionamentos e vontades dos atores enquanto artistas de modo que eles possam descobrir e redescobrir a arte no mundo em que ambos estão inseridos”.