Assinantes recebem guia ‘Cidade Ternura’

1663
Publicidade

Os atrativos turísticos mais significativos, os títulos históricos mais relevantes, atividades de lazer, agenda de eventos, agenda musical e as principais opções de gastronomia na cidade. O “Guia Turístico e Gastronômico Cidade Ternura” reúne todas estas informações na terceira edição, que chega aos assinantes e nas bancas neste domingo, 22.

O bissemanário completa 96 anos no próximo dia 30 e aproveita a oportunidade para presentear os assinantes com a publicação especial, junto a esta edição de fim de semana. O guia ainda pode ser adquirido, gratuitamente, como encarte no jornal, disponível nos pontos de venda avulsa, como as bancas de revista.

Publicado pelo jornal O Progresso, o guia “Cidade Ternura” teve o primeiro lote entregue à Prefeitura no início do mês. Recebido pela Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, os mil exemplares foram utilizados para a divulgação do município durante a Feira do Doce.

A publicação chega à terceira edição trazendo novidades na versão 2018/2019. Além de atualizado, o guia mantém o objetivo maior de apresentar pautas elaboradas a partir de informações interessantes tanto para tatuianos quanto para os turistas.

O guia chama para as festas, eventos, destaca as tradições locais e enumera, em detalhes, as atrações turísticas. Os assuntos são apresentados em pequenas reportagens, todas com imagens atualizadas.

Publicidade

A versão lançada neste ano está dividida em cinco capítulos. No primeiro, consta a agenda cultural da cidade ao longo do ano; no segundo, a agenda musical; e no terceiro, reportagens explicando as razões pelas quais Tatuí é conhecida como Capital da Música, Cidade Ternura, Terra dos Doces Caseiros e, ainda, relembra a história do “imortal” Paulo Setúbal.

Na sequência, a publicação enumera todas as principais atrações turísticas do município e, por fim, é encerrado com o segmento de produtos e serviços, no qual são encontrados, por exemplo, bares e restaurantes, docerias, hospedagens e demais informações úteis.

O impresso foi editado pela primeira vez em 2016 e, desde então, vem trazendo novidades a cada edição, sempre valorizando as tradições artísticas e culturais da cidade. Neste ano, a publicação procurou focar ainda mais na tradição musical.

A valorização da produção artística tatuiana já começa pela capa. A foto que ilustra a primeira página ostenta um violino fabricado na luteria do Conservatório de Tatuí. A instituição, fundada em 1954, consolidou a maior vocação cultural do município e elevou-o à notoriedade no ensino da música.

Considerando o título “Capital da Música” e buscando fortalecer ainda mais as raízes musicais, o guia apresenta, como um diferencial desta edição, uma agenda musical com eventos exclusivos da escola de música.

Outro diferencial do lançamento deste ano é o “Mapa Turístico Tatuí Cidade Ternura”, encartado no miolo da publicação. Ele destaca, com ilustrações de forma estilizada, alguns dos principais pontos turísticos do município.

A ilustração também é impressa em couchê – como a capa do guia -, porém, em tamanho quatro vezes maior que o da publicação. A qualidade da impressão e o formato foram elaborados para que o mapa possa ser destacado do guia, fazendo com que seja próprio para ser guardado ou fixado na parede, por exemplo.

O material foi produzido com patrocínio da Faesb (Faculdade de Ensino Superior Santa Bárbara) e produção e arte da Agência de Comunicação e Marketing AG6.

Para reforçar a questão cultural e a elevação de Tatuí a MIT (município de interesse turístico), assim como na primeira e na segunda edição, continuam tendo destaque na pauta os principais pontos turísticos e a agenda anual de eventos.

Abrangendo todas as categorias de bares e restaurantes, a seção dos classificados engloba hotéis, espaços para diversão e arte e prestadores de serviços de locomoção.

“Por esta iniciativa, o guia, de um lado, prestigia o comércio do município e, de outro, oferece a quem recebe o material um amplo apanhado tanto das informações básicas do município quanto das opções de turismo, lazer, gastronomia e demais produtos e serviços relacionados”, observa o editor de O Progresso, Ivan Camargo.

Ao compilar dados do turismo e da gastronomia, juntando-se bares, cafés, restaurantes, hotéis e espaços de diversão e arte, a publicação extrapola as informações básicas dos guias comuns, buscando tornar-se um efetivo material de consulta, útil a turistas e tatuianos.

Na prática, além dos visitantes, o guia é feito para também atender às expectativas dos tatuianos, que passam a conhecer mais a cidade onde residem e a ter um grande volume de opções de serviços e produtos, especialmente na área de gastronomia.

Outro aspecto significativo é que, muito antes de a cidade alcançar o título de MIT (município de interesse Turístico) do Estado de São Paulo, o objetivo maior do guia já era promover o potencial da Cidade Ternura como real opção de turismo, exatamente por acreditar que o município possui atrativos a serem, finalmente, explorados.

A primeira edição, com esse propósito, inclusive, nasceu em um momento em que nada ainda havia de concreto acerca das verbas garantidas pelo MIT. A publicação acabou concluída, assim, apenas com o apoio da iniciativa privada.

Não por acaso, portanto, o guia se somou, de fato, aos esforços da sociedade civil, de autoridades e, particularmente, do Comtur (Conselho Municipal de Turismo) para que Tatuí fosse reconhecida como MIT.

Publicidade