Ariston França enfrenta período de treinamentos nos Estados Unidos

1913

O lutador tatuiano de MMA (artes marciais mistas) Ariston França está nos Estados Unidos há semanas. Ele deve ficar no exterior até dezembro e planeja disputar duas lutas no “Titan FC” durante este período.

França está treinando na academia “American Top Team” – segundo ele, “a maior academia de MMA do mundo”. Lá, o tatuiano treina com brasileiros que têm contrato com o UFC (Ultimate Fighting Championship), como Renan Barão, John Lineker, Renato Moicano, Jussier Formiga e Cara de Sapato.

“Aqui, o material humano é o destaque principal. Estou treinando entre os melhores lutadores do mundo”, garante França. “Tenho uma rotina de treinos muito bem distribuída, com treinadores muito experientes, e, desta forma, o nível está sempre subindo”, complementa.

França possui cartel de 15 lutas no MMA profissional, com dez vitórias e cinco derrotas. A última foi pelo Titan FC 54, em Fort Lauderdale, na Flórida (Estados Unidos), quando o tatuiano disputou o cinturão da categoria pena (até 66 quilos), mas foi derrotado pelo americano Jason Soares.

A luta foi acompanhada pelo presidente do UFC, Dana White e teve transmissão ao vivo pelo canal oficial do UFC, o UFC Fight Pass.

Lutador tatuiano está treinando na “maior academia de MMA do mundo” (foto: arquivo pessoal)

O lutador tem mais duas lutas em contrato com o Titan FC e afirma que o empresário está aguardando resposta da organização do evento para confirmação das datas e adversários. “Pretendo fazer duas lutas até dezembro, esse é o plano”, informa.

O Titan FC é justamente um dos eventos que ajudam os lutadores a serem convidados para atuar no UFC, e França acredita que o chamado pode acontecer em 2020. “Acredito que, disputando mais algumas lutas com bom resultado, devo receber o chamado”, aponta.

O lutador ressalta ser “uma honra poder representar Tatuí e o país nos Estados Unidos”. “Apesar de não termos muito incentivo, eu continuo na luta, pois sou brasileiro e não desisto nunca”, frisa. “Agora, devo continuar o trabalho e aproveitar as oportunidades, pois sei que estou no lugar certo”, concluiu França.