Apae receberá R$ 100 mil para implantação de projeto de inclusão

564
Publicidade

 

A Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) receberá R$ 100 mil para implantação do projeto “Ser Diferente É Ser Gente”. O recurso foi destinado pela Elektro para custear o desenvolvimento da ação, por meio de doação de verba ao FMDCA (Fundo Municipal de Direito da Criança e do Adolescente).

A proposta é ampliar as ações inclusivas, com o objetivo na socializar e integrar as crianças e adolescentes com deficiências intelectuais e autistas, matriculados na Escola de Educação Especial “Wanderley Bocchi”, com outras crianças.

O projeto vai promover uma espécie de intercâmbio entre os estudantes da unidade mantida pela Apae e os alunos de educação infantil e fundamental I (do 1º ao 5º ano). Juntos, eles desenvolverão atividades lúdicas de esporte e cultura.

Com início previsto para o mês que vem, o projeto envolverá cerca de 150 crianças e adolescentes, contando, também, com a capacitação dos profissionais da rede pública. Ele tem previsão de conclusão em dezembro.

Publicidade

Na última semana, representantes da Elektro reuniram-se com responsáveis da Apae e da Secretaria Municipal de Educação para discutir o cronograma das ações.

Publicidade