Alfredo Schuring

654





Uma das primeiras formações do Corinthians, já de casa nova, inaugurando o estádio popularmente denominado de “Fazendinha”, afinal naqueles idos da década de 1920 o lugar era afastado de tudo, mesmo sendo dentro do bairro paulistano do Tatuapé, era o novo estádio do Corinthians.

O industrial e comerciante Alfredo Schurig foi um grande benemérito do clube e também seu presidente, não pensou em ser econômico para ajudar seu clube a ter o estádio próprio, por estas e outras ações o estádio leva seu nome.

Num empate em 2 x 2 frente o América do RJ, o estádio foi inaugurado em 1928, com gols de De Maria para o alvinegro. Não havia naqueles tempos a tal imoral ajuda governamental para se construir estádios particulares de futebol, era tudo na base da raça mesmo, com a participação dos torcedores doando e se esforçando também na mão de obra. Nada mais justo, portanto, homenagear aquele que ajudou de fato no patrimônio do clube, por isso Alfredo Schurig está na história do Corinthians e do futebol.

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade.