25 anos de concurso

911

Em 2019, o jornal O Progresso de Tatuí completa um quarto de século de sua mais tradicional iniciativa na área de cultura: o Concurso Artístico e Literário de Natal, o qual, ao longo de todas as edições, chegou a somar, exatamente, 45.555 trabalhos inscritos, divididos entre desenhos e redações.

Os convites, enviados a todas as escolas, por meio da direção e dos coordenadores das disciplinas de língua portuguesa e artes, começam a ser entregues a partir da próxima semana.

Neste ano, o certame mantém o tema específico “Tatuí no Natal”, buscando estimular a originalidade e um vínculo direto com a realidade do próprio município.

Realizado anualmente, o concurso conta com patrocínio do comércio e tem como maior objetivo incentivar e divulgar o talento artístico e literário de crianças e adolescentes, alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental.

Promovido nas categorias desenho e redação, o certame é aberto a todos os estudantes, de escolas municipais, públicas ou particulares. Os alunos podem produzir até um desenho e uma redação sobre o tema proposto.

Os trabalhos devem ser enviados pela direção da escola, professores ou mesmo pelos próprios alunos, até o dia 26 de outubro, à praça Adelaide Guedes, 145.

Na modalidade “redação”, não há exigências prévias. Os alunos do 1º ao 9º ano podem escrever em qualquer estilo literário, desde que respeitando o tema do concurso.

Na modalidade “desenho”, os trabalhos devem ser enviados em papel sulfite tamanho A4 (21 cm por 29 cm), em qualquer estilo artístico, desde que obedecendo ao tema.

No verso de cada trabalho, seja desenho ou redação, devem constar os dados: nome completo do aluno, idade, ano correto em que estuda (1º ao 9º), endereço e telefone, bem como o nome da escola e do professor.

Ressalta-se que, em caso de ausência destas informações, o trabalho é desclassificado. Ainda na modalidade desenho, pede-se aos alunos que evitem o trabalho de colagens, por dificultarem a reprodução.

Os autores dos trabalhos vencedores receberão prêmios em dinheiro. No total, serão oferecidos R$ 2.400, distribuídos para os vencedores de cada dois anos, que receberão R$ 300 cada (salvo no caso dos três últimos anos em desenho e dos três primeiros anos em redação, englobados em um mesmo grupo de cada categoria).

Assim, os desenhos entre o 1º e o 2º ano compõem um grupo e garantem prêmio de R$ 300 ao vencedor; o primeiro entre o 3º e o 4º, ganha outros R$ 300; entre o 5º e o 6º, mais R$ 300; e, finalmente, entre o 7º, 8º e 9º ano, englobados, outro igual prêmio em dinheiro.

Em redação, os grupos são divididos da seguinte forma: entre o 1º, 2º e 3º ano, com prêmio de R$ 300 ao vencedor; 4º e 5º, com outros R$ 300; 6º e 7º, mais R$ 300; e, finalmente, entre o 8º e 9º ano, com igual prêmio em dinheiro.

Ainda, a organização do concurso se reserva ao direito de redistribuir os prêmios, conforme o número de inscritos, de forma a beneficiar as séries que, eventualmente, tiverem muito mais inscrições que as demais.

Os três melhores trabalhos de cada categoria, bem como as escolas nas quais os autores estudam, serão publicados na edição especial de O Progresso, que circulará em 25 de dezembro.

O objetivo do concurso é incentivar e premiar a criatividade dos estudantes tatuianos. Assim, a comissão julgadora irá analisar, principalmente, a criatividade e a originalidade dos trabalhos, a partir do tema proposto (“Tatuí no Natal”), descartando aqueles que entender se tratarem de cópias.

Os alunos premiados, bem como as escolas onde estudam, serão contatados pela redação de O Progresso, sendo que as entregas dos prêmios ocorrerão nos estabelecimentos comerciais patrocinadores.

Para mais esta edição, como em todas as outras, o jornal O Progresso conta com a colaboração dos professores e da direção das escolas, que acabam por concretizar muito mais a participação dos alunos quando efetivam a produção dos trabalhos em sala de aula.

Mais que permitir a possibilidade de prêmios em dinheiro, patrocinadores, educadores e o jornal compartilham, pelo concurso, uma das mais importantes e significativas práticas de final de ano: a confraternização.

Também por isso, O Progresso reitera o convite à participação dos estudantes e educadores em mais esta edição, a qual, como há 25 verões, encerrará o ano pelo olhar das crianças e adolescentes – com muita cor, esperança e alegria!