23 mil pessoas participam de Dia do Desafio em distanciamento social

423
Da reportagem

Na quarta-feira da semana passada, 27 de maio, a prefeitura, pela Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, participou da 26ª edição do Dia do Desafio de uma maneira diferente da tradicional.

Em 2020, devido à pandemia, os participantes do evento tiveram de manter-se em distanciamento social e praticar as atividades físicas de, no mínimo, 15 minutos nas respectivas residências.

O principal objetivo do evento, promovido em parceria entre o Sesc (Serviço Social do Comércio) e prefeituras, é motivar a prática de atividades físicas, seja para melhorar a saúde física ou mental da população.

Neste ano, o Sesc optou por não realizar o evento e promover competições entre municípios. Concorrente nos dois anos anteriores, El Tigre, município venezuelano que fica no estado de Anzoategui, seria novamente a adversária tatuiana.

De acordo com o secretário municipal do Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli, a prefeitura optou por manter a realização do Dia do Desafio em 2020 para estimular a população a praticar atividades físicas adaptadas à atual realidade, de distanciamento social.

“Foi um evento extraoficial, sem competições. Nosso intuito, principalmente nesta quarentena, era o de reforçar a importância de as pessoas se movimentarem mesmo estando dentro de casa”, apontou Sinisgalli.

O Departamento Municipal de Esporte, pertencente à pasta, promoveu 11 aulas, das 8h às 20h – com intervalos durante o período, ministradas por profissionais da prefeitura e professores de academias e clubes sociais do município. As aulas foram transmitidas na página do DME no Facebook.

No período da manhã, foram transmitidas três aulas. Os professores Danilo e Juninho, do Clube de Campo, iniciaram a maratona de “lives” com um treino funcional, às 8h, e exercícios “power ABS”, às 9h. Na sequência, Mesquita, Mina e Mambo, comandaram a amarelinha africana, às 10h.

À tarde, o sensei Paulo Duque conduziu o treinamento de caratê, às 14h. Uma hora depois, a aula de judô foi ministrada pela sensei Lucila Luz. O contramestre Paulinho Revoredo foi o responsável pela live de capoeira, às 16h. E às 17h, a professora Lourine Tognato promoveu uma aula de pilates.

Às 18h, o professor Bruno Guilherme realizou mais um treino power ABS e, às 18h30, a personal Luciana Poles fez a atividade “power hits”. Às 19h, a personal Luciana Gonçalves promoveu um treinamento funcional. E às 19h30, os professores Rosa Maria e Renan comandaram uma aula de ritmos, encerrando as lives.

Os participantes puderam fazer qualquer outro tipo de atividade física e publicar fotos ou vídeos em redes sociais, com as hastags: #diadodesafiotatui, #sescsp, #esportetatui e #fiqueemcasa; ou enviá-los ao WhatsApp do DME, pelo telefone: (15) 3251-4844.

Conforme o diretor do DME, Douglas Dalmatti Alves Lima, o Buko, 23.638 pessoas acompanharam as lives, além de o departamento ter recebido mais de 400 notificações de realizações de atividades físicas no aplicativo de mensagens.

“O Dia do Desafio atingiu um número bastante expressivo de participantes, apesar do momento em que estamos passando. É prazeroso o resultado positivo alcançado”, declarou Buko.

“Dá a impressão de que conseguimos implantar a ‘semente dos cuidados físicos’ às pessoas. Estamos muito gratos aos tatuianos que se dedicaram”, complementou o diretor.

Sinisgalli reforça que as lives conseguiram atingir o objetivo de conscientização sobre os exercícios mesmo durante a quarentena. “Recebemos vários vídeos de pessoas acompanhando as nossas lives. Esse ‘feedback’ foi bastante positivo”, sustentou.

O secretário agradece aos professores que ministraram as aulas. Segundo ele, a programação foi fechada em apenas um dia. “Gratidão aos profissionais de educação física que colaboraram conosco em mais uma edição do Dia do Desafio”, afirmou.

“Estamos muito gratos com os professores, que não mediram esforços para participar. Infelizmente, não podemos convidar mais profissionais, mas todos os convidados, prontamente, aceitaram o convite”, completou.

O titular da pasta reconhece que gostaria de promover o evento de forma tradicional, com uma caminhada a partir da avenida João Clímaco, a avenida das Mangueiras, e a concentração das atividades na Praça da Matriz, mas acentua o resultado positivo alcançado pelas lives.

“Não foi da forma que gostaríamos de fazer, pois a nossa secretaria adora promover ações que aglomeram pessoas. Entendemos o motivo e, pelo menos, não deixamos essa data não passar em branco”, declarou.

“Agradecemos a todos que se movimentaram neste Dia do Desafio. Vamos torcer para que, no próximo ano, possamos estar novamente juntos, saindo da avenida das Mangueiras até a Praça da Matriz, para fazermos aquela ‘festança’”, concluiu Sinisgalli.