1º Festival de Arte e Cultura recebe 109 inscrições e divulga vencedores

Certame premia 33 projetos culturais tatuianos com R$ 1.200 cada um

1
Maria Inês de Camargo Machado, uma das selecionadas (foto: arquivo O Progresso)
Da reportagem

O Museu Histórico “Paulo Setúbal” divulgou na terça-feira, 20, o resultado preliminar do 1º Festival de Arte e Cultura de Tatuí. O certame, promovido pela comissão organizadora da Semana “Paulo Setúbal”, recebeu 109 inscrições.

O anúncio dos 33 projetos selecionados pela comissão ocorreu em reunião conduzida pelo diretor do Departamento Municipal de Cultura, gestor do museu e membro da comissão organizadora da 79ª Semana Paulo Setúbal, Rogério Vianna.

Também estiveram presentes a agente cultural e administrativa do Departamento de Cultura, Maria Augusta Barbará; o indicado pela Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Rafael Halcsik Coutinho; a indicada pelo Conselho Municipal de Políticas Culturais, Priscila Carla Simões; e o membro da comissão organizadora da 79ª Semana Paulo Setúbal, Cristiano Guimarães de Camargo.

Trinta e três propostas de apresentações, de variadas linguagens artístico-culturais, foram selecionadas e premiadas pelo festival com R$ 1.200 cada. Os contemplados apresentarão um projeto de arte e cultura.

As propostas vencedoras serão exibidas em apresentações presenciais ou em plataformas digitais, através de um mecanismo de apoio ao setor cultural, que será criado por meio de recursos públicos para “fomentar a participação do público e incentivar o isolamento social”.

“Este festival cria um mecanismo de apoio ao setor da cultura, mas, mais importante que isso, ele valoriza nossos artistas, que são muito importantes para a nossa cidade”, comentou o diretor.

Conforme Vianna, o festival vinha sendo elaborado em anos anteriores para abranger todas as expressões culturais e movimentos de arte tatuianos em um só evento, nos moldes da proposta inicial da Semana Paulo Setúbal – constituída em 1943.

“Este primeiro festival nasce de uma forma grandiosa para o setor, visando à promoção da atividade cultural em sua totalidade. Já vínhamos estudando uma forma de trazer um festival de arte e cultura e, neste ano, conseguimos”, comemora o diretor.

Vianna ainda destaca ser objetivo da comissão dar continuidade ao festival e consolidá-lo no município, assim como a Semana Paulo Setúbal e os prêmios literários que levam o nome do autor tatuiano, de abrangência nacional e municipal.

Dos 33 projetos aprovados pela comissão, 14 são de música. Os vencedores são: Caio Cesar Nascimento Ferreira, com o projeto “Caminhando pelo Brasil”; Eduardo Augusto de Almeida Silva, “Bravo Electro”; Guilherme de Souza Silveira, “Bate Tambô – Gui Silveiras Solo”; Jessé Jackison de Souza Ramos, “Didática das Brincadeiras na Musicalização Infantil”; José Pinto de Moraes, “Compositor da Terra”; e Luís Bernardo Fróes Trindade, “Os Saltimbancos – Teatro Musical”.

Além de Marcelo Araújo Gasparini, com “Capital da Música – Músicas sobre Tatuí”; Maria Inês de Camargo Machado, “Noite da Seresta com Ternura – Canta Roberto Rosendo”; Merlise Moreira Sousa, “Ópera Bastien Und Bastienne – Wolfgang Amadeus Mozart”; Renata Cristiane Ramos, “Tem Ar…Te!”; Robson Rogério de Moraes, “Roque Batera”;  Rubens Vieira de Paula, “Caninha Verde – Uma Variante do Cururu”;  Tiago Augusto Marcos, “O Tesouro de Tatuí”;  e Zacarias Camargo, “Canturiões de Tatuí – Uma Mostra de Cururu”.

Outros cinco são de teatro: por Adriana Afonso Oliveira, com “Neste Buraco Tem Tatu Sim, Que Eu Ouvi!”; Cildete Saroba Vieira dos Santos, “Sussurros e Risadas, Uma Noite no Cadeião”; Lucas Gonzaga Rosa, “Alma Pueril”; Tamires Freire de Carvalho, “Asas no Quintal do Paulo Setúbal”; e Thiago de Castro Leite, “A Incomum Arte de Não Prestar Nada”.

Na dança, foram selecionados quatro projetos, de: Ana Cristina Silva Machado, “Descompasso”; Anelissa Nunes da Silva Fructuoso, “Videodança – À Deriva em Tempos Remotos”; Luís Fernando da Silva Pinto, “Pegadas Nordestinas – Quadrilha Junina e Xaxado”; e Vivian Emanuelle Pires Rodrigues, “Espetáculo Ao Vivo Via Plataforma Zoom: As Lavadeiras”.

Três projetos são de artes visuais, assinados por: Diego Wilian do Nascimento Ramos, “Preleção sobre Expressão Artística”; Nicolás Mariano Noya, “Realismo Fantástico no Interior”; e William de Oliveira Lima, “Doces Relatos”.

Outros três são de arte urbana, a serem realizados por: Emerson Henrique Dias Pontes, “Apenas Dance – Breaking para Todos”; Ricardo Hiroaki Oba, “A Arte das Ruas – O Hip Hop Vai até Você”; e Yuri Calistini, “A Fauna Tatuiana pela Visão da Arte Urbana”.

Também foram selecionados: Simone Brites Pavanelli, com “Aula Espetáculo Circense” (circo); Alan Feliciano de Souza, “Voz de Saudade – A História não Contada do Clube São Martinho” (audiovisual); Maria Cristina Siqueira, “Poema ‘Praça da Matriz’” (literatura); e Talita de Oliveira Camargo, “Contação de História: A Folha Sonhadora” (literatura).

Segundo Vianna, a comissão deliberou que três projetos estavam em desacordo com o edital do festival e quatro inscrições foram encaminhadas em duplicidade.

O resultado preliminar do 1º Festival de Arte e Cultura de Tatuí pode ser conferido no link https://bit.ly/3BrZfH6, assim como os projetos que ficaram como suplentes. Em caso de dúvidas, basta entrar em contato pelo e-mail cultura@tatui.sp.gov.br.