11ª ‘Campanha de Doação de Sangue’ será neste sábado

252
Publicidade





Neste sábado, 28, das 7h30 às 14h, acontece a 11ª “Campanha de Doação de Sangue” em prol ao Hemonúcleo Regional de Jaú. O órgão é mantido pela Fundação Amaral Carvalho, que administra o HAC (Hospital Amaral Carvalho).

As coletas de sangue serão realizadas nas salas de aula da Escola Estadual “Barão de Suruí”. A unidade de ensino está situada na praça Paulo Setúbal, 101, e terá os portões abertos por seis horas e meia para receber os doadores.

Podem contribuir pessoas com idade entre 18 e 67 anos. Adolescentes a partir de 16 anos somente poderão doar sangue se apresentarem documentos e estiverem acompanhados do pai, da mãe, ou de um responsável legal.

Conforme o hemonúcleo, a doação não é recomendada para quem estiver em jejum. Já quem fez refeições pesadas deve aguardar duas horas antes de doar.

Publicidade

Também para contribuir, é preciso ter peso mínimo de 50 quilos e boas condições de saúde. O doador não pode estar resfriado ou ter tomado medicamentos, como antibióticos e anti-inflamatórios, nos últimos 15 dias da coleta. Em caso de tomar vacina, é recomendada espera de um mês para doação.

Não serão aceitas, como doadoras, mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Também estão descartadas doações de pessoas portadoras de doença de Chagas, sífilis, hepatite ou HIV e que tenham tido convulsão após os dois anos de idade. A campanha ainda exclui as pessoas que frequentaram regiões com registros de malária nos últimos seis meses.

Esta é a quarta edição no ano da campanha de doação de sangue em Tatuí. O município sediou coletas nos meses de fevereiro, abril e agosto. Duas delas aconteceram na Fatec (Faculdade de Tecnologia) “Professor Wilson Roberto Ribeiro de Camargo”, dentro do “trote solidário”.

As campanhas somaram, aproximadamente, 450 bolsas de sangue na cidade. Os colaboradores recebem carteirinha emitida pelo hemonúcleo. Elas são encaminhadas aos doadores pelos Correios, mas grande parte dos documentos é entregue para a empresária Rita Corradi Azevedo.

“Eu comecei guardando as carteirinhas num fichário pequenininho. Agora, elas já estão numa caixa”, disse ela, ao citar o número de documentos que não foram retirados pelos doadores.

Rita afirmou que mais de 800 carteirinhas aguardam ser retiradas. Os doadores podem buscá-las na rua Coronel Aureliano de Camargo, 464, no centro, em horário comercial.

Algumas das carteirinhas são entregues aos colaboradores nas novas edições da campanha de coleta. Rita informou, no entanto, que muitas pessoas não doam no mesmo local.

“As pessoas acabam auxiliando, mas em outros municípios. Em Tatuí, eu ainda consigo ‘liquidar’ uma boa parte, mas muitas carteirinhas ficam porque não consigo localizar os doadores”.

Além de Tatuí, Rita organiza campanhas em Cerquilho, Tietê e Itapetininga. Ela é responsável por estabelecer parceria junto ao Hemonúcleo Regional de Jaú, que disponibiliza equipes e maquinários para as coletas.


Publicidade