‘0800’ do município atende mais de 1.300 em menos de 1 mês

433
Equipe esclarece e faz o direcionamento de casos suspeitos de coronavírus (foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da reportagem

O telefone de acesso público 0800 770 1666, implantado pela prefeitura para esclarecer e orientar a população sobre a Covid-19, atingiu mais de 1.300 ligações em menos de um mês. O serviço foi lançado no dia 19 de março, por meio do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus.

Conforme a secretária da Saúde, Tirza Luíza de Mello Meira Martins, uma equipe de saúde, formada por profissionais treinados, fica disponível, diariamente das 7h às 22h, para esclarecer as dúvidas da população.

Ela declarou que o serviço foi implantado para manter um canal direto entre a população e os profissionais da Saúde, visando, ainda, “otimizar” o direcionamento de casos suspeitos de coronavírus.

Ela ressaltou que o Comitê de Prevenção e a Secretaria de Saúde “entendem que este foi um excelente serviço para a população” e que, por isso, desde a semana passada, a equipe também passou a atender dúvidas sobre as determinações dos decretos da prefeitura e outros setores, também dentro da área de saúde.

“Por meio do canal, as pessoas podem tirar dúvidas sobre os sintomas, a prevenção e ações de combate à Covid-19 e, agora, também sobre a dengue. Como já tivemos casos confirmados neste ano, as dúvidas cresceram, e também estamos disponibilizando este serviço”, acrescentou a secretária.

Publicidade

Segundo ela, por meio do canal, com os serviços ampliados, além de tirar dúvidas sobre a doença, os moradores podem fazer denúncias a respeito da falta de limpeza de quintais, terrenos e possíveis criadouros do mosquito transmissor. A ligação é gratuita.

Até quinta-feira, 23 (data da publicação do último boletim epidemiológico sobre a dengue), a cidade havia registrado 208 notificações da doença, sendo 119 descartadas e 78 confirmadas.

Dos positivos, 43 são autóctones (contraídos no município) e 18, importados (adquiridos em outras cidades). Além disso, um dos pacientes, um homem de 43 anos, apresentou quadro de dengue hemorrágica.

Os bairros mais afetados até o momento são: centro, Jardim São Conrado, vila São Paulo, Nova Tatuí, Jardim Santa Rita de Cássia, vila Dr. Laurindo, Jardim Wanderley, Residencial Astória, Santa Cruz, Tanquinho, Jardim Planalto, vila Santa Luzia, vila Brasil, vila Angélica, Jardim América, Residencial Santa Maria e Jardim Bela Vista.

Tirza apontou que, com o foco do mosquito já instalado, a pasta intensificou as orientações de cuidados em todos os bairros. Segundo ela, os funcionários – devidamente identificados e paramentados – estão passando de casa em casa, orientando os moradores.

“A nossa ação também está sendo muito forte com a dengue. Temos três epidemias andando juntas: a Covid-19, a dengue e a H1N1, e vamos também fazer uma campanha casa a casa para falar sobre todas elas”, enfatizou a secretária.

Publicidade