Tatuí, 24 de Jun de 2017
Tatui
+18...+30° C
  • Concerto da O. Sinfônica mostra influência da Itália sobre Mozart
  • Apresentação nesta quarta, 19, tem a participação de Fábio Luz
    19/04/17 - Da redação

    AI Conservatório / Kazuo Watanabe

    Fábio Luz, pianista conhecido no Conservatório de Tatuí, será responsável por um dos solos da noite



        A influência italiana sobre a obra de Wolfgang Amadeus Mozart é tema de concerto da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí programado para a noite desta quarta-feira, 19. A apresentação tem início às 20h, no teatro “Procópio Ferreira”. O espaço está localizado à rua São Bento, 415, no centro.

    Mozart é um dos principais compositores de todos os tempos, tendo nascido e vivido na Áustria (1756 – 1791). A música dele, contudo, teve forte influência da cultura de um país vizinho: a Itália, a “pátria da música” daquela época.

    Responsável pelo programa do concerto, o maestro João Maurício Galindo reforçou, por meio de nota à imprensa, a importância da cultura italiana na formação musical do austríaco. Conforme ele, Mozart passou a compor e tocar minuetos aos 5 anos.

    Galindo citou uma longa viagem que Mozart fez à Itália ainda criança, por iniciativa do pai, o violinista Leopold Mozart. “O objetivo era um só: aprender. A Itália era dona de uma colossal herança musical. Leopold sabia que o contato com essa cultura seria fundamental para a formação de seu filho”, disse em nota.

    Dois dos principais compositores daquela época são os italianos Muzio Clementi e Antônio Salieri. Mozart conheceu ambos pessoalmente em Viena.

    É de Muzio Clementi a primeira música do concerto desta semana: “Sinfonia Opus 18 no 1” (allegro assai/un poco adagio/minuetto e trio/allegro assai). “É uma obra que talvez nunca tenha sido executada no Brasil”, observou.

    Na sequência, a Orquestra Sinfônica executa uma composição do ilustre personagem da noite. Mozart é o autor de “Concerto para piano no 20, KV 466” (allegro/romanza: andante/rondo: allegro assai). Como o tema é a Itália, o solo de piano fica por conta do sorocabano Fábio Luz, pianista já conhecido no Conservatório de Tatuí e que vive naquele país.

    Antônio Salieri, o outro compositor que Mozart conheceu em Viena, é o autor de “Vinte e seis variações sobre La Folia di Spagna”. O maestro destaca essa como uma obra bastante particular. “Uma das mais antigas e conhecidas melodias europeias”.

    Os ingressos para o concerto são vendidos na bilheteria do teatro a R$ 12 (com desconto de 50% para crianças, estudantes, idosos, aposentados e professores estaduais).