Tatuí, 24 de Jun de 2017
Tatui
+18...+30° C
  • Área de MPB/Jazz do CDMCC tem provas abertas no V.-Lobos
  • Avaliações acontecem entre os dias 17 e 20 em duas sessões diárias
    12/04/17 - Da redação

    Arquivo/Conservatório de Tatuí

    Apresentação de estudantes de diversos níveis servem como avaliação de conteúdo ministrado em cursos



        A avaliação bimestral dos alunos da área de MPB/Jazz do Conservatório de Tatuí transforma-se em uma oportunidade para os apreciadores da música entre os dias 17 e 20 deste mês. A escola realiza as provas abertas de MPB/Jazz, com duas sessões diárias, às 10h e às 13h, no Salão Villa-Lobos, com entrada franca.

     

        De acordo com a coordenadora da área de MPB/Jazz, Erica Masson, as avaliações envolvem alunos de diferentes níveis, a partir do 5º semestre. Em nota enviada à imprensa pela assessoria da instituição, Erica destacou o nível das audições.

     

        “A estrutura dos nossos cursos na área de MPB/Jazz torna o Conservatório de Tatuí uma escola única no Brasil. Então, mesmo sendo alunos, a qualidade das apresentações é muito alta”.

     

        Nas provas do 1º bimestre haverá, aproximadamente, 30 apresentações. Cada grupo executará duas músicas que foram trabalhadas ao longo do bimestre.

     

        Conforme a coordenadora, canto, guitarra e bateria são as presenças mais constantes no palco. A avaliação é feita por uma banca de professores, de diferentes instrumentos, designada para as provas abertas.

     

         “Como há o convite ao público, e a presença dele é muito importante, as avaliações acontecem em formato de apresentação normal, sem qualquer tipo de parada ou interrupção nas músicas”, explicou.

     

         

     

        Curso concorrido

     

        O curso de MPB/Jazz do Conservatório de Tatuí foi fundado em 1989, pelo professor Paulo Braga, e é um dos mais concorridos da instituição. Em 1994, passou a ter como prioridade a música brasileira popular, desenvolvendo também um importante departamento de choro que, em 2009, passou a funcionar como uma área independente.

     

        O curso tem como objetivo desenvolver a capacidade técnica e perceptiva do aluno em seu instrumento, possibilitando-lhe tocar em grupos e fornecendo suporte necessário para que o mesmo entenda e aplique seus conhecimentos no cenário musical. Desta forma, o estudante torna-se apto a enfrentar o mercado de trabalho tendo como foco principal a improvisação.

     

        Durante o curso, o aluno tem a possibilidade de participar de duos, trios, quartetos, combos e big bands. Essa oportunidade permite ao aluno colocar em prática todo o material fornecido pelos professores nas aulas de instrumento e de matérias teóricas melhorando a parte técnica, perceptiva e até mesmo expressiva do seu instrumento. Além dos grupos formados nas aulas de prática de conjunto o curso agrega a Big Band Jovem do Conservatório de Tatuí.