Uma derrota

0
40
(arquivo Cláudio Aldecir)
Publicidade
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Sim, somente uma derrota (para o Flamengo e por 2 a1). O Bangu foi o campeão carioca de 1966. Em 18 jogos, venceu 15 e com dois empates. Uma campanha surpreendente, revelando o arisco ponteiro Paulo Borges e mostrando um futebol elegante, com Jaime e Ocimar, no meio de campo, municiando um ataque rápido e goleador.

A defesa, com o experiente Ubirajara, no gol, e a firmeza dos laterais e zagueiros. Alfredo Gonzáles um argentino bom de bola e que jogou no Palmeiras nos anos 1940, foi o treinador deste Bangu inesquecível.

A partida final, em 18 de dezembro de 1966, foi conturbada, catimbada, tumultuada, com direito a brigas e expulsões, depois que Almir Pernambuquinho, inconformado com a derrota por 3 a 0 (Ocimar, Aladim e Paulo Borges), arrumou uma das maiores confusões da história do Maracanã. E olha que o árbitro foi Airton Vieira de Moraes, chamado de Sansão pelo físico privilegiado e a fama de brigão.

A foto é de uma partida anterior, no dia 11 de dezembro. Para variar, vitória pelo placar de 3 a 1 sobre o Fluminense.

Em pé: Mário Tito, Ubirajara, Luis Alberto, Ari Clemente, Fidélis e Jaime. Agachados: Paulo Borges, Cabralzinho, Ladeira, Ocimar e Aladim.

Grandes momentos, grandes recordações.

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome