Sinfônica estreia temporada com concerto no ‘Procópio Ferreira’

259
Publicidade

 

A Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí agendou para este sábado, 11, a abertura oficial de sua temporada artística do ano. Na data, a partir das 20h, o grupo apresenta-se sob regência de Dario Sotelo no teatro “Procópio Ferreira”, à rua São Bento, 415, no centro. Os ingressos são vendidos a R$ 12 (R$ 6 meia-entrada).

Em sua estreia na temporada artística de 2017, a banda apresentará obras de David Maslanka (“Mother Earth” – Fanfarra), Edmundo Villani-Côrtes (“Suíte Estados d’Alma”, em quatro movimentos), Dwayne Milburn (“Fantasy on American Folk Songs”) e Arturo Marques (“Conga Del Fuego Nuevo”).

A Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí é formada por alunos e professores da instituição, além de receber frequentemente músicos convidados. Fundada em 1992, surgiu a partir de um processo de semiprofissionalização de grupo, dentro da instituição.

Até 1996, era a única oportunidade de alunos de níveis avançados interagirem com músicos já profissionais, em apresentações oficiais, propiciando uma troca de experiências entre seus componentes. Primando pelo repertório eclético, o grupo conta com vida fonográfica ativa. Desde 1995, já gravou dezenas de CDs, inclusive para selos internacionais e um DVD.

Publicidade

Responsável pela banda, Sotelo é formado em piano, violino e viola. Também concluiu mestrado em regência orquestral pela City University (Londres), como aluno de Ezra Rachlin, um dos discípulos de Fritz Reiner – ambos falecidos.

Foi coordenador da área de cordas do Conservatório de Tatuí, reestruturando os programas dos cursos dos instrumentos de cordas, integrando-o às atividades de música de câmara e orquestra, em níveis equiparados.

Criou e estabeleceu orquestras jovens em Tatuí, Belo Horizonte e São Paulo. Por meio do Conservatório de Tatuí, realizou várias encomendas e estreias mundiais a compositores brasileiros. Entre elas: a ópera “A Peste e o Intrigante”, de Mario Ficarelli; “Cantata de Natal”, de Ernest Mahler; e “Sonho de Uma Noite de Verão”, de Edson Beltrami.

Após dois anos em Londres (1991-1992), foi convidado a assumir a regência da atual Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí e a estabelecer o curso de regência instrumental do Conservatório de Tatuí. De 1998 a 2003, atuou como regente da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí.

É regente da Banda Sinfônica do Conservatório, da Orquestra de Cordas Juvenil e professor de regência instrumental da mesma instituição e presidente eleito da Wasbe (Associação Mundial de Conjuntos de Sopros e Bandas Sinfônicas).

 

Publicidade