Operação ‘Rolezinho’ aborda 270 e apreende álcool e drogas no centro

Praças da região central receberam agentes da PM, PC, GCM e Conselho

0
4135
Policiais militares e guardas civis promoveram 'batidas' em ruas do centro, em ação acompanhada pelo Conselho Tutelar (foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

As polícias Civil e Militar, a Guarda Civil Municipal, o Conselho Tutelar e o Departamento Municipal de Fiscalização realizaram na sexta-feira, 4 e sábado, 5, a operação “Rolezinho”, para inibir o consumo de bebidas alcoólicas e drogas entre os adolescentes na região central. A ação foi monitorada pela Vara da Infância e do Adolescente (reportagem nesta edição).

A decisão de realizar a operação foi tomada em conjunto pela prefeita Maria José Vieira de Camargo em reunião com secretários municipais, representantes das polícias Civil e Militar e do Conselho Tutelar, em 31 de julho.

Ao todo, cerca de 270 pessoas foram abordadas nos dois dias da operação, das quais 110 somente no domingo, dia de menor movimentação de jovens na região central, segundo o diretor municipal da Segurança Pública, Francisco Carlos Severino.

“No sábado, foram abordadas 160 pessoas, duas motos foram vistoriadas, oito estabelecimentos fiscalizados, sendo dois notificados, uma pessoa foi presa e 11 menores qualificados”, explicou o diretor.

Um estudante de 18 anos foi preso em flagrante por oferecer maconha e vodca a dois adolescentes com idades entre 13 e 14 anos. A abordagem aconteceu na praça Paulo Setúbal, conhecida como “Praça do Barão”, por volta das 20h de sexta-feira.

Com o trio, foram encontrados um cigarro de maconha, uma garrafa de vodca e outra de energético. O estudante seria liberado após pagamento de R$ 500 em fiança. Os adolescentes foram entregues aos pais.

Na rua Coronel Aureliano de Camargo, nas proximidades da Praça da Matriz, um músico de 22 anos, morador do Jardim Lírio, foi encontrado consumindo cerveja com um adolescente de 17 anos.

Publicidade

Com os dois, havia quatro garrafas de cerveja cheias e duas vazias. Aos policiais, os rapazes confessaram a ingestão da bebida alcoólica. O maior de idade disse ter levado a bebida da casa dele. A fiança arbitrada pelo delegado Carlos Augusto Palumbo Del Gallo foi de R$ 313.

Na praça Manoel Guedes (“Museu”), dois adolescentes, de 15 e 16 anos, foram encontrados com dois frascos de um entorpecente conhecido como “loló”. O inalante produzido com clorofórmio e éter foi proibido em diversos países – inclusive, no Brasil – por vários relatos de parada cardíaca nos usuários.

Os adolescentes contaram, a policiais civis, que haviam comprado de uma pessoa os dois frascos por R$ 50. Eles foram liberados aos responsáveis após assinatura de termo de compromisso.

A operação Rolezinho também realizou abordagens na rua José Bonifácio, próximo à Praça da Matriz, onde um adolescente de 15 anos foi encontrado com dois papelotes de maconha.

Um cigarro da mesma erva foi localizado nas proximidades, mas o adolescente e os acompanhantes dele negaram o consumo. A droga permaneceu apreendida e o adolescente acabou liberado.

Duas garrafas de vodca e duas de energético foram encontradas por policiais militares com dois adolescentes, de 16 e 17 anos, que estavam consumindo as bebidas alcoólicas na companhia de dois rapazes, de 18 e 19 anos.

Aos agentes, os maiores confirmaram ter fornecido bebida alcoólica aos adolescentes. Eles foram conduzidos ao plantão policial e liberados após pagamento de R$ 500 em fiança cada.

Na praça Manoel Guedes, ocorreu a maior apreensão de bebidas com menores de 18 anos no sábado. Garrafas de cervejas, energéticos e vodca foram encontradas com adolescentes de 16 e 17 anos. O grupo mora em bairros variados, entre os quais, Jardim 11 de Agosto, Jardim América, São Judas, Vale dos Lagos e Santa Cruz.

Membros do Conselho Tutelar acompanharam a ação da Polícia Civil. A venda de bebidas alcoólicas a menores é proibida por lei federal.

“Eles foram abordados e disseram ter comprado as bebidas em um estabelecimento comercial na rua 11 de Agosto. Diante disso, foram conduzidos à Delegacia Central, onde foi lavrado o boletim de ocorrência por ato infracional. De acordo com o artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente, os menores foram liberados aos seus responsáveis”, contou Severino.

Na mesma noite, um estudante de 18 anos e um adolescente de 16 foram levados ao plantão policial. Com os dois, foram encontrados 1,16 grama de maconha e papel de seda que seria usado para fazer cigarro.

Os rapazes estavam na praça Cesário Mota, conhecida como “Praça do Junqueira”, no centro. A abordagem foi realizada por policiais civis que participavam da Operação Rolezinho. Por ter fornecido a droga ao menor, o estudante acabou em flagrante e posto em liberdade, após pagamento de R$ 800 em fiança.

Segundo o diretor, além de coibir a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, a operação inibiu o consumo de bebidas compradas e oferecidas por maiores de 18 anos.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Publicidade