Novo atrativo turístico

Muro na marginal do ribeirão Manduca recebe mosaico em homenagem ao maestro Neves

552
Mosaico está em fase de instalação no muro da marginal do Manduca (foto: AI Prefeitura)
Publicidade

Um novo atrativo turístico está sendo criado em Tatuí, agora com a proposta de ressaltar o título de “Capital da Música”. Um muro na marginal do ribeirão Manduca vem sendo revitalizado com a instalação de um mosaico artístico.

O projeto, que teve início no dia 26 de junho, a pedido da prefeita Maria José Vieira de Camargo e que está previsto para ser entregue até o fim deste ano, consiste no desenho de uma orquestra se apresentando sob a regência do maestro Antonio Carlos Neves Campos, em homenagem ao músico tatuiano.

A obra de arte, feita totalmente em azulejo, começou a ser instalada no dia 30 de setembro, em uma parede de 2,40 metros de altura e 136 metros de comprimento.

As peças estão sendo confeccionadas pela artista plástica Soraya Rossi Camargo, em parceria com outros 18 professores de arte da rede municipal de ensino e artistas convidados.

Para realizar o trabalho de montagem do mosaico, a equipe se reuniu diariamente em uma oficina, instalada em um espaço cedido pelo Colégio Objetivo, situado dentro da instituição.

Publicidade

De acordo com Cassiano Sinisgalli, secretário do Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, o projeto vai ao encontro do momento vivido pela cidade, que trabalha para manter-se como MIT (Município de Interesse Turístico) e pleiteia o título de estância turística.

“Para manter a cidade como MIT, é de extrema importância estar ampliando os nossos equipamentos turísticos. Este é mais um ponto turístico, que eu acredito que vai ser atração para os visitantes, principalmente, por estar na entrada de uma marginal que já foi totalmente revitalizada”, salientou o secretário.

Soraya, que já realizou outros projetos desse tipo na cidade, ressaltou que todos os professores e os demais membros da equipe foram capacitados, por meio de um workshop, e que agora estão executando o trabalho.

Além disso, a artista plástica destacou que cada professor recebeu um kit com os materiais utilizados na confecção desse tipo de trabalho, para que possam dar continuidade ao projeto nas escolas em que lecionam.

O novo atrativo conta com trabalhos da prefeitura, por meio das secretarias do Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude e da Educação, além de parcerias com empresas privadas.

Os azulejos utilizados foram cedidos pela Cerâmica Strufaldi, e a rede de Supermercados Barbosa está oferecendo apoio financeiro, além de ceder o muro para o mosaico.

O projeto também recebeu colaboração do professor Luís Marcos Caldana, que integra a equipe do Conservatório de Tatuí e foi o responsável por auxiliar a equipe na montagem do desenho que será fixado no muro, indicando a posição em que cada instrumento deveria estar, bem como os membros da orquestra retratada no projeto artístico.

“Nós vemos este projeto com bons olhos. Ele vai fortalecer cada vez mais o nome de Tatuí como Capital da Música, será uma referência na nossa cidade, e acredito que vai potencializar ainda mais o turismo. Além disso, será uma homenagem às orquestras de nossa cidade e ao maestro Neves”, concluiu Sinisgalli.

Maestro Neves

Antonio Carlos Neves Campos nasceu em 23 de abril de 1948 e faleceu aos 65 anos, no dia 22 de outubro de 2013. Formou-se em piano clássico pelo Conservatório de Tatuí, aos 16 anos, em 1964. Dois anos depois, em 1966, venceu o Concurso Regional de Piano em Massena, nos Estados Unidos.

Ele concluiu formação básica na “Potsdam Central School”, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Estudou, ainda, com Arthur Frackenpohl e Raymond Schinner.

De 1984 a 2008, ocupou o cargo de diretor do Conservatório. Como arranjador, escreveu para diversos grupos musicais, como: Orquestra Sinfônica de Campinas, Orquestra de Sopros Brasileira, Orquestra Sinfônica Paulista, Orquestra Sinfônica Juvenil, Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, Banda Gallery e outros.

Como maestro e arranjador, trabalhou com Wagner Tiso, Hector Costita, Victor Biglioni, Altamiro Carrilho, Nivaldo Ornellas, Toquinho, Edu Lobo, Luis Melodia, Quarteto em Cy e outros, em shows e gravações. Regeu concertos com o trompetista norte-americano Marvim Stamm.

Dedicou-se à música eletrônica, trabalhando com sintetizadores, sequenciadores, samplers e computador. Foi coordenador-geral do Festival de Inverno “Dr. Luis Arrobas Martins”, o tradicional Festival de Inverno de Campos do Jordão, em várias edições.

Projetou o Programa de Apoio às Bandas, o “Pró Bandas”, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Cultura, em apoio às bandas e fanfarras do estado de São Paulo.

Gravou três CDs com o cantor e compositor Toquinho, atuando como arranjador, pianista e maestro. Em 2002, foi convidado por Jô Soares a produzir a parte musical da peça “Frankensteins”, que marcou a volta do apresentador à direção teatral.

O maestro também atuou na política. Neves elegeu-se vereador por Tatuí, assumindo a 11ª legislatura da Câmara Municipal. Atuou entre os anos de 1993 e 1996. Era fundador e proprietário do estúdio de gravação musical “Tekla”.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome