Museu encerra exibição de mostra sobre deuses gregos em novembro

Para fotógrafo, é muito importante aprender um pouco mais sobre as culturas

1603
Exposição do fotógrafo estará disponível até o próximo dia 16 (foto: Eduardo Domingues)
Publicidade

A exposição fotográfica “Olimpianos”, de Daniel dos Passos Júnior, segue no Museu Histórico “Paulo Setúbal”, pertencente à Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, até o dia 16.

A mostra é parte da programação da 12ª Primavera dos Museus, promovida pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), com o tema “Celebrando a Educação em Museus”, realizada em setembro.

“Olimpianos” é uma exposição individual, compondo a primeira parte de um projeto que pretende abranger diversas culturas, “promovendo o respeito às diversidades, a facilitação do acesso ao conteúdo artístico e a valorização da fotografia artística”, conforme divulgado pela organização.

Ela apresenta modelos representando 15 principais deuses que se reúnem no “Conselho Olimpiano” para debater “como deixar o mundo melhor”, sendo que “cada deus tem a devida importância”.

A maioria deles são filhos de Zeus: dois com Hera e os outros com mortais, ninfas e outras. São os olimpianos: Zeus; Poseidon; Deméter e Hera, filhos de Cronos e Réia; Afrodite, filha de Urano; Ares e Hefesto, filhos de Zeus e Hera; Ártemis e Apolo, filhos de Zeus e Leto; Atena, filha de Zeus e Métis; Dioniso, filho de Zeus; Semele e Hermes, filhos de Zeus e Maia; e Hestía, Hades e Perséfone.

Publicidade

De acordo com Passos Júnior, a inspiração para a exposição foi um trabalho do fotógrafo de moda alemão Karl Lagerfeld. Ele realizou um ensaio com deuses gregos como tema para um calendário especial, do ano de 2011, da marca italiana de pneus Pirelli.

Passos Júnior afirma que a ideia inicial era reunir um trabalho que envolvesse a mitologia e elementos visuais, além de permitir que fosse uma obra acessível via internet.

“Queria tirar as estátuas gregas do museu e trazer para a internet. Então, todas as obras estão disponíveis em plataformas digitais”, acentuou.

A exposição aborda a religião grega politeísta de cultos a deuses olímpicos, denominada “Dodecateão”. Segundo o fotógrafo, a intenção era “fazer com que as pessoas tivessem acesso a uma religião diferente do que a cristã”.

A mostra apresenta a história de cada personagem ao lado da respectiva imagem e exibe uma série de acessórios utilizados para representar os símbolos dos deuses nas fotografias.

Passos Júnior revela que o trabalho foi desenvolvido como TCC (trabalho de conclusão de curso) da graduação de fotografia no Ceunsp (Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio), campus de Salto. Contudo, “desde o princípio, desejava que o trabalho fosse exposto”.

“Eu queria fazer, no final da faculdade, um trabalho que não faria fora dela. Acho que não teria ‘gás’ para fazer tudo isso se não fosse o término da minha graduação”, declarou o fotógrafo.

Ele garante que fez questão de desenvolver o projeto pelo desafio da edição. Foram cerca de seis meses desde a pesquisa, produção de “look” e maquiagem, a escolha dos modelos, pós-tratamento e impressão das imagens.

Os materiais utilizados, como tecidos e tintas, foram adquiridos em lojas populares. As imagens foram impressas com tinta mineral em papel “canson”, específico para obras de arte, que dura cerca de 150 a 200 anos sem perder a definição de alta qualidade.

Os modelos que participaram do projeto são, em grande maioria, das cidades de Indaiatuba e São Paulo, além de outros que estudavam na faculdade. Conforme o fotógrafo, foi uma mescla de modelos profissionais, amadores e amigos, pois “todo mundo pode ser um deus grego”.

A exibição em Tatuí foi possibilitada pelo diretor municipal de cultura, Rogério Vianna, que quis incluí-la ao mês do “Museu Nacional”. Foram entregues panfletos em inúmeros museus brasileiros, convidando o público para prestigiar a exposição.

Natural do município, Passos Júnior se mostra muito grato, pois a exposição teria permitido a “oportunidade de atrair novas pessoas que nunca haviam visitado o equipamento cultural e que puderam conhecer o que é o museu de Tatuí”.

“Se cem crianças vieram com suas escolas para ver a exposição, imagino que, pelo menos, duas devem ter se interessado e pesquisado, permitindo a elas a descoberta da existência de outras religiões”, declarou.

Passos Júnior acredita que uma obra de arte viabiliza a escolha de “guardá-la pelo resto da vida ou de a expor”. Desta forma, ele pretende continuar o projeto, para, futuramente, torná-lo um livro com histórias dos deuses, abordando toda a mitologia grega e as outras religiões.

O autor da exposição convida o público a prestigiar os últimos dias de exibição de “Olimpianos”. Conforme o fotógrafo, a mostra apresenta algo “fora do costume, tanto de um museu, quanto de do dia a dia comum das pessoas”.

“A exposição é limpa e fácil de ser compreendida. A imagem conversa com o texto e o mesmo complementa a foto”, assegurou.

“É importante as pessoas aprenderem um pouco mais sobre cultura, pois, junto com ela e o conhecimento do passado, vem o respeito pelo presente e requer um cuidado para o futuro”, finalizou o fotógrafo.

Com atuação na área há três anos, Passos Júnior trabalha para a marca de roupas orgânicas Alecrim, é fotógrafo social do restaurante Ópera Mix e realiza trabalhos para a imprensa.

Com 22 anos, ele já participou de duas exposições: “As Belezas de Paraty/RJ” e “Olimpianos”, como parte colaborativa do projeto “Salto Fotográfico”, exibida na Sala Palma de Ouro, em Salto.

O Museu Histórico “Paulo Setúbal” está situado na praça Manoel Guedes, 98. Mais informações: (15) 3251-4969 ou por e-mail (mhpstatui@gmail.com).

Publicidade