Mário Sérgio

865
Arquivo Cláudio Aldecir
Publicidade

O “Glorioso” antes de uma partida pelo campeonato nacional na década de 1970. Miranda, goleiro Wendel, Osmar Guarnelli, Rogério, Manfrini, Mário Sérgio, são alguns jogadores desta formação.

Mário Sergio Pontes de Paiva, um grande jogador, habilidoso, técnico e de uma rara visão de jogo. Era atleta de futebol de salão, quando passou para o futebol de campo no juvenil do Flamengo.

Foi emprestado para o Vitória, após uma discussão com o treinador Yustrich.

Na Bahia se deu bem, virou ídolo, ganhou prêmios. Voltou ao Rio para jogar no Fluminense e no Botafogo. Atuou depois por vários outros clubes, no Grêmio foi campeão mundial de clubes.

Jogou somente 8 vezes na seleção, talvez pela sua posição sempre polêmica e irreverência. Foi treinador e cronista esportivo.

Publicidade

Faleceu no acidente aéreo de 2016, com a delegação da Chapecoense, na Colômbia.

Histórias do futebol.

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade

Publicidade