‘Golpe do seguro’ faz novas vítimas; cidade registra mais 2 casos

487
Publicidade

Mais dois trabalhadores de Tatuí foram vítimas do “golpe do seguro” e não conseguiram sacar parcelas referentes ao seguro-desemprego. Os casos foram registrados na tarde de segunda-feira, 15, na Delegacia Central. Pelo menos seis casos como esse foram notificados na Polícia Civil durante este ano.

Conforme relatado, um trabalhador de 27 anos, morador do bairro Inocoop, não conseguiu receber uma parcela do seguro-desemprego e, ao pedir informações aos funcionários da agência bancária, descobriu que o dinheiro já havia sido retirado, em uma agência em São Bernardo do Campo (SP).

De acordo com o boletim, o homem foi até uma agência da Caixa Econômica Federal, por volta das 12h, para sacar R$ 1.277, referentes à terceira parcela do benefício, e não conseguiu receber, pois o dinheiro já havia sido retirado, sem a autorização dele.

Caso parecido aconteceu com um ajudante de 32 anos, morador do Jardim Wanderley. O trabalhador esteve em uma agência da CEF, por volta das 13h, para receber a segunda parcela do beneficio e também não conseguiu.

Segundo informado, ele tentou receber R$ 1.385, mas acabou descobrindo que o valor havia sido sacado em um banco de Campinas (SP).

Publicidade

O estelionatário teria retirado o dinheiro em um caixa eletrônico com cartão-cidadão falso e a senha do trabalhador. As vítimas foram orientadas, pelo banco, a procurar uma delegacia e relatar o crime.

Neste ano, pelo menos mais quatro moradores de Tatuí denunciaram que ter parcelas do seguro-desemprego sacadas indevidamente por terceiros. Em todos os casos, as vítimas tiveram problemas na hora de receber o benefício e, ao procurarem a Caixa Econômica Federal, foram informadas de que os valores já tinham sido retirados.

Publicidade