Notas policiais

0
1070
Publicidade
  • Ladrões invadem casa e levam roupas e produtos de limpeza

Uma casa foi invadida e furtada, na terça-feira, 5, na rua Air Gonçalves da Rocha, no Parque Residencial Guedes. A vítima, um homem de 24 anos, relatou o crime à Polícia Civil na manhã de sexta-feira, 8.

Conforme relatado, o homem saiu para trabalhar perto das 14h e, ao retornar, por volta das 22h, constatou que uma das janelas da casa estava aberta.

Três camisetas, três calças jeans, quatro perfumes, três bermudas jeans, dois cremes, um par de meias, sabão em pó, amaciante de roupas, talco para pés, remédios e três pares de tênis foram levados.

Segundo o BO, a vítima e conhecidos, em buscas pelas redondezas, acabaram encontrando um dos pares de tênis com dois rapazes, em uma rua da Fundação Manoel Guedes.  Os calçados foram recuperados, porém, os suspeitos teriam fugido por um matagal e não foram localizados.


  • Dupla armada ameaça e rouba dinheiro de idoso no ‘Mercado’

Dois homens armados renderam e roubaram um ajudante de pedreiro de 78 anos, na manhã de terça-feira, 5, no largo do Mercado. O idoso informou o crime à PC na manhã de sexta-feira, 8.

Publicidade

Segundo o boletim, a vítima tinha acabado de sacar o pagamento e estava no Mercado Municipal “Nilzo Vanni” para fazer compras “como de costume” e, ao sair, dois homens, que estavam encostados em um veículo branco, renderam-no e anunciaram o assalto.

Conforme a vítima, os dois estavam aparentemente armados. Eles teriam fugido após roubar R$ 850 do idoso.


  • Notebook é furtado de dentro de templo no bairro Inocoop

Um notebook e seis óculos de sol foram furtados de dentro de uma igreja localizada na rua João Jacob Hessel, no Conjunto Habitacional Amaro Padilha (Inocoop), no sábado, 2. Uma funcionária do templo religioso registrou o boletim de ocorrência na manhã de sexta-feira, 8.

Conforme relatado, a vítima deixou a igreja no sábado e fechou a porta. Duas fiéis foram ao local na manhã de segunda-feira, 4, e ao notarem que a porta estava aberta, entraram em contato com a funcionária.

Ao chegar à igreja, a mulher notou a falta dos objetos e teria visto que a porta não estava danificada. Ela disse à PC que, provavelmente, os criminosos abriram a porta com facilidade, mas não apontou suspeitos.


  • Celular roubado é deixado na  casa de vítima no Santa Rita

Uma mulher recuperou o celular roubado, durante um assalto, de forma inusitada, no Jardim Santa Rita de Cássia. O objeto, levado no dia 18 de maio deste ano, foi encontrado na manhã de sexta-feira, 8, em frente à casa da vítima.

A proprietária do aparelho procurou a Delegacia Central, com a nota fiscal do produto, algumas horas após encontrar o aparelho, para registrar a localização do objeto e desbloquear o telefone, que até a data do roubo não havia sido usado.

Conforme o boletim, a mulher levantou de manhã para colocar o lixo fora e viu o aparelho celular debaixo do portão da casa. A vítima não apontou suspeitos e não soube informar quem poderia ter deixado o aparelho no imóvel.


  • Casal de idosos sofre roubo e é feito refém em bairro rural

Três homens armados roubaram uma casa na área rural e fizeram refém um casal de idosos, na manhã de sexta-feira, 8. Joias, documentos pessoais, celulares, uma carabina de pressão, um Voyage ano 82 e R$ 11 mil foram levados, sendo que R$ 1.500 foram retirados da conta da vítima com o cartão que os bandidos roubaram. O proprietário do imóvel, um idoso de 69 anos, procurou à PC na tarde do mesmo dia, relatando o crime.

Conforme relatado, a vítima veio ao centro da cidade, na sexta-feira, por volta das 7h, para finalizar uma conta bancária e, de lá, foi direto para o sítio, que fica no bairro Benfica, estrada que liga Tatuí à Castello Branco.

No local, três homens armados teriam rendido o homem e colocado um capuz na cabeça dele. Na sequência, dois dos criminosos pegaram o carro da vítima e foram até a residência, enquanto um deles ficou com o idoso em meio a um matagal.

No imóvel, estava a mulher, também de 69 anos, que teria sido ameaçada. Após roubar os objetos, os criminosos amarraram o casal no matagal e fugiram no carro das vítimas. O homem relata que não sofreu pressão psicológica enquanto esteve refém.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome